Luziânia: esposo de idosa que morreu com coronavírus tem alta após internação

O idoso de 72 anos estava internado no Hospital de Campanha em Goiânia

O mês de abril foi iniciado com uma grande notícia para a família de Paulo Alves de Souza, de 72 anos, morador do município de Luziânia, no Entorno do Distrito Federal. O idoso é o primeiro paciente a ser tratado no Hospital de Campanha (HCmap), em Goiânia. Ele recebeu alta nesta quarta-feira (01/04) e já pode retornar ao seu lar no interior goiano.

Paulo Alves é esposo da idosa de 66 anos que foi a primeira pessoa diagnosticada com novo coronavírus (Covid-19) a morrer em Goiás. Sua entrada no HCmap aconteceu no último dia 26 de março, com estado regular, consciente, verbalizando e respirando com suporte de cateter nasal de oxigênio.

Agora, o idoso ficará em quarentena domiciliar até a entrega dos resultados de seus exames. Na capital do estado, ele amostra de secreção coletada para o teste, mas ainda não recebeu o resultado informando se ele esteve ou não infectado pelo coronavírus.

Em uma gravação realizada no HCamp, o paciente falou sobre sua melhora e comemorou a volta para casa. "Estou maravilhado que estou indo embora. 'Rindo à toa'”, afirmou.

Da Redação do Alô Valparaíso

Paulo Alves, de 72 anos, estava internado no Hospital de Campanha. (Foto: Divulgação/HCmap)

Compartilhe esta matéria!