Não adianta reclamar da Prefeitura Municipal, se você cidadão também não faz a sua parte. É desta maneira que volto a tratar de um assunto que assola a comunidade do Setor de Chácaras Anhanguera. Eu estou falando do acúmulo frequente de entulhos e lixo em terrenos baldios.

Há três meses a situação foi denunciada e ainda continua atormentando muitos moradores dos setores A, B e C.

Na fotografia abaixo, vocês podem observar que o caso deste terreno era gravíssimo e que vinha causando transtornos para a comunidade. O momento foi registrado no mês de maio do presente ano.

Lixo

Foto: Marcelo Carlos – No mês de maio este terreno entre o Setor de Chácaras Anhanguera A e B encontrava-se assim.

Após denuncia, a área foi cercada e a limpeza acabou sendo realizada. A Prefeitura e o proprietário do terreno foram corretos na remoção da sujeira do local e também na questão da sinalização que deixa bem claro que não é permitido o descarte de lixo e entulhos no espaço.

DSCN1715

Foto: Marcelo Carlos – Limpeza no terreno foi realizada após denuncia deste veículo de comunicação.

Contudo, muitos moradores da região ainda insistem em sujar o bairro em que vivem e o problema segue sem nenhuma solução. A faixa que proíbe carroceiros e motoristas de descartar lixo no terreno não vem sendo respeitada. É o que comprova a foto abaixo:

DSCN1718

Foto: Marcelo Carlos – Entulhos continuam sendo jogados no terreno. Moradores reclamam da falta de fiscalização e informação da Prefeitura.

Acredito que sejam necessárias ações de conscientização no Setor de Chácaras Anhanguera, através de um trabalho que objetive esclarecer a forma correta de descarte dos entulhos provenientes de pequenas construções. Hoje a população desta área é carente de infraestrutura. Ainda ressalto, que a coleta de lixo deve atender todos os pontos dos Setores A, B e C. Mas, sem espaços longos de tempo. Haja vista que os moradores reclamam do atraso no recolhimento do lixo na região. 

A meu ver, a Prefeitura de Valparaíso peca em duas questões que talvez resultem no agravamento de problemas como este. Falta uma fiscalização efetiva na cidade, que busque prevenir que novos lixões surjam e que causem dores de cabeça em quem verdadeiramente preza pela limpeza do nosso município. Destaco também, a escassez de informações que provavelmente evitariam muitos transtornos à comunidade. A população deve ser orientada e seria de fundamental importância apontar um espaço correto para o descarte do entulho. Entretanto, a comunicação não tem aproximado a atual Gestão do povo. A informação continua falhando e tornou-se um dos maiores problemas do atual Governo.  Infelizmente, quem sofre ainda mais com esta situação são as zonas mais distantes do centro da cidade.

Por Marcelo Carlos