Leila Barros divulga nota em defesa da UnB

A senadora contesta decisão do Ministério da Educação que retira R$ 38 milhões da Universidade Federal

Em nota divulgada na última terça-feira, dia 30 de abril, a senadora Leila Barros (PSB), afirmou que o bloqueio de 30% do orçamento da Universidade de Brasília (UnB), anunciado pelo Ministério da Educação (MEC), pegou a comunidade docente e discente e os brasilienses de surpresa. O contingenciamento retira R$ 38 milhões da UnB, umas das melhores instituições de ensino do Brasil.

Segundo a senadora pelo Distrito Federal, embora tenha reconhecida excelência acadêmica no país, com nota 5, a máxima, no Índice Geral de Cursos (IGC) do MEC, a Universidade de Brasília tem passado por dificuldades financeiras, que podem ser agravadas por essa decisão. “Faço um apelo ao Ministério da Educação para que reveja a decisão que impactará milhares de pessoas”, ressaltou.

De acordo com Leila Barros, em seus quatro campi, a UnB emprega servidores e funcionários terceirizados, além de ofertar serviços à comunidade e manter uma área de 4,3 mil hectares destinada à preservação ambiental e à produção acadêmica. “É preciso reiterar que as universidades são espaços de livre pensamento e que contribuem diretamente com a formação da nossa sociedade. O atual momento econômico enfrentado pelo Brasil requer habilidade dos governantes para gerir o dinheiro público sem prejudicar e, se possível, sem interferir em políticas públicas essenciais para a sociedade, como nas áreas de educação, saúde e segurança”, finalizou.

Da Redação do Alô Valparaíso

Senadora Leila Barros em defesa da UnB. (Foto: Divulgação)

Compartilhe esta matéria!