Lêda Borges de Moura, titular da Secretaria da Mulher, Desenvolvimento Social, Igualdade Racial, Direitos Humanos e do Trabalho (Secretaria Cidadã), recepcionou no último domingo, em Valparaíso de Goiás, Entorno do Distrito Federal, os novos adolescente contratados pelo programa Jovem Cidadão. 

O Jovem Cidadão é o programa do Governo de Goiás que alia aprendizagem e inserção no mercado de trabalho, ao mesmo tempo em que estimula a continuidade dos estudos formais. Beneficia a adolescentes com idade entre 16 e 17 anos e três meses, oriundos de famílias de baixa renda. O programa está presente em todos os municípios de Goiás, com participação de 2600 jovens atualmente. O investimento anual no programa, que é executado pela Fundação Pró-Cerrado, é de cerca de R$ 20 milhões.

“Hoje estes jovens assinaram sua carteira de trabalho, seu contrato e receberam camisetas (uniforme) e crachá. Investir no ser humano, principalmente no jovem, é ter como meta um mundo melhor”, disse a secretária cidadã.

O Programa Jovem Cidadão tomou sua forma atual em 2001, com a promulgação da Lei 10.097 de Dezembro de 2000, Lei do menor aprendiz, que definiu as regras e parâmetros legais para o trabalho formal de jovens. O contrato é feito com base na CLT e o jovem recebe salário mínimo-hora, que equivale a cerca de meio salário mínimo por quatro horas de trabalho. O direcionamento laboral contará com empresas e entidades parceiras do projeto.

Na gestão do então Governador Marconi Perillo, o programa, que já existia em menores proporções, teve seu número de vagas ampliado e sua estrutura sistematizada. O programa passou a atender jovens de toda Goiânia e região metropolitana. Em 16 anos, o programa Jovem Cidadão já beneficiou mais de 15 mil jovens.

Por Marcelo Carlos