Os executivos da JBS, Joesley Batista e Ricardo Saud, devem chegar à Brasília nesta tarde. Eles estão presos desde a tarde de ontem (10) na carceragem da Polícia Federal em São Paulo. Eles se entregaram depois que o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Edson Fachin determinou a prisão temporária deles. 

Toda essa atuação do Grupo JBS também é alvo de uma Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) que foi instalada no Congresso para investigar a relação entre o frigorífico JBS e o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). 

Essa CPMI deve se reunir amanhã (12) e na quarta-feira (13) para votar os primeiros requerimentos. Os parlamentares também devem analisar o acordo de delação premiada firmado entre os acionistas da JBS e o Ministério Público Federal. 

Via Agência Brasil