Compartilhe esta matéria!

João Gomes conquista a medalha de bronze no Mundial de natação

Brasileiro vai ao pódio nos 50m peito no Mundial em piscina curta com a marca de 25s80; país fecha Mundial em piscina curta com três medalhas

O brasileiro Joao Gomes, de 35 anos, conquistou, nesta terça-feira, a medalha de bronze dos 50m peito no Mundial em piscina curta, que está sendo disputado em Abu Dhabi. Ele chegou atrás do americano Nic Fink, que anotou 25s53, e do italiano Nicolo Martinenghi, que anotou 25s55. João fez 25s80, a melhor marca de sua carreira.

É a terceira medalha do Brasil na competição desta temporada, depois do ouro de Nicholas Santos nos 50m borboleta e do bronze o revezamento 4×200 livre masculino.

João Gomes leva o bronze nos 50m peito — Foto: Clive Rose / Getty Images

Depois da medalha do Nicholas e do 4x200m, eu retomei minha confiança. Só tenho que agradecer todo mundo que me ajudou. Dá para continuar no esporte e ir cada vez mais longe, só tenho gratidão a todo mundo que me fez continuar a saber que não estou velho para o esporte – disse o nadador de 35 anos.

João Gomes se emociona ao comentar sobre sua trajetória no ano: “Achei que estava próximo de encerrar minha carreira”

Na largada, João ficou um pouco atrás dos primeiros colocados, enquanto Fink e Martinenghi se colocavam já à frente. Após a virada dos 25 metros, na metade da prova, João acelerou o rítmo e conseguiu deixar para trás o atleta de Belarus, Ilya Shymanovich, que estava em terceiro até as últimas braçadas. João anotou 25s80, apenas quatro centésimos na frente do rival.

João Gomes recebe a medalha de bronze pelos 50m peito masculino no Mundial de Piscina Curta

João Gomes passou nas eliminatórias com o terceiro melhor tempo com 26s01, depois ficou em quinto na semifinal com 25s96. Ele tem, no currículo, duas medalhas nos 50m peito em Mundiais de piscina longa (50m), a prata em 2017 e o bronze em 2019.

  • Nicholas festeja tri, mas lamenta: “Queria o recorde”
  • Brasil conquista o bronze no 4x200m livre

O Mundial em piscina curta é disputado em piscina de 25 metros, que tem a metade do tamanho da distância olímpica (50m). Muitos campeões olímpicos de Tóquio, há quatro meses, estão na competição. O Brasil levou uma equipe de 20 atletas, incluindo o medalhista olímpico dos 200m livre Fernando Scheffer.

Na história da competição, que começou a ser realizada em 1993, o Brasil soma 55 medalhas, 23 de ouro, nove de prata e 23 de bronze.

O revezamento 4x100m medley do Brasil ficou em quarto lugar com a marca de 3m23s57, atrás de Itália (3m19s76) EUA(3m20s50) e Federação Russa (3m20s65). Guilherme Guido entregou a primeira parcial, de costas, em segundo lugar com 50s16. Aí veio Caio Pumputis, no peito, e o time estava em quarto lugar, atrás de EUA, Itália e Rússia. No nado borboleta, Vinicius Lanza manteve a seleção em quarto. Por fim, no nado livre, Gabriel não conseguiu se aproximar do pódio e bateu em quarto.

Brasil fica em 4º na final dos 4×100 medley masculino no Mundial de Piscina Curta

AS FINAIS DESTA TERÇA-FEIRA
4x 50m livre feminino
🥇 EUA
🥈 Suécia
🥉 Holanda

1500m masculino
🥇 Florian Wellbrock (ALE)
🥈 Ahmed Hafnaoui – (TUN)
🥉 Mykhailo Romanchuk – (UCR)

100m livre masculino
🥇 Alessandro Miressi (ITA)
🥈 Ryan Held (EUA)
🥉 Joshua Liendo Edwards (CAN)

200m peito feminino
🥇 Emily Escobedo (EUA)
🥈 Evgeniia Chikunova (Federação Russa)
🥉 Molly Renshaw (GBR)

200m costas masculino
🥇 Radoslaw Kawecki (POL)
🥈 Shaine Casas (EUA)
🥉 Christian Diener (ALE)

100m borboleta feminino
🥇Maggie Macneil (CAN)
🥈 Louise Hansson (SUE)
🥉 Claire Curzan (EUA)

50m peito masculino
🥇 Nin Fink (EUA)
🥈 Nicolo Martinenghi (ITA)
🥉 João Gomes (BRA)

50m livre feminino
🥇 Sarah Sjostrom (SUE)
🥈 Ranomi Kromowidjojo (HOL)
🥉 Katarzyna Wasick (POL)

Revezamento 4x100m medley masculino
🥇 Itália
🥈 EUA
🥉 Federação Russa

Alô Valparaíso/Com as informações g1