Na quarta-feira, dia 26 de abril, a Polícia Civil do Estado de Goiás, por intermédio da DEAM, de Valparaíso de Goiás, apresentou o investigado Eduardo Santos Dela Porta, de 32 anos, acusado de latrocínio contra própria namorada.

Eduardo foi recambiado pela PC-GO, da cidade de Cascavel-PR para Valparaíso, depois que a delegada Ísis Leal pediu a sua prisão. Ele é investigado por matar Gleidce Romicy de Mattos, de 44 anos, que foi encontrada morta em sua residência, já em estado de decomposição, no dia 29/03/2017.

Na ocasião, a família da vítima notou que vários bens dela haviam sido subtraídos, tais como celular, carro (Hyundai/I30), cartão bancário e joias. O veículo foi incluído no sistema nacional como sendo produto de roubo.

Imagens das câmeras de segurança da vizinhança revelaram que a vítima entrou em casa, pela última vez, no dia 23/03/17, acompanhada de um homem, tendo este saído sozinho da residência, horas depois, dirigindo o veículo de Gleidce.

Referido homem foi reconhecido por familiares e testemunhas como sendo Eduardo Dela Porta, namorado de Gleidce, passando ele a figurar como principal suspeito do crime.

No dia 30/03/17 Eduardo foi preso na cidade de Cascavel-PR, enquanto vendia algumas joias da própria vítima, além de estar na posse do veículo dela.

Ele foi preso em flagrante por receptação, mas a PC-GO pediu a expedição de mandado de prisão por latrocínio (haja vista o bárbaro crime praticado em Valparaíso).

Interrogado, Eduardo alegou que a vítima tentou atacá-lo com uma faca e que, durante a luta corporal, acabou caindo em cima do objeto e cortando o próprio pescoço (uma versão totalmente fantasiosa).

Ele confessou ter subtraído o celular da vítima e o trocado por drogas, bem como afirmou ter feito compras no cartão de Gleidce, além da posse do veículo dela.

Ele permanecerá preso e se encontra à disposição da justiça.

Via PCGO