Compartilhe esta matéria!

Homem é preso suspeito de arremessar cadela para ser atropelada em avenida de Trindade

Segundo a polícia, ele afirmou que queria matar o animal porque acreditava que ele estava doente. Vídeo feito pelos policiais mostra que cachorra teve ferimentos por todo o corpo.

Um homem de 35 anos foi preso suspeito de arremessar uma cadela para ser atropelada em uma avenida de Trindade, na Região Metropolitana da capital. Um vídeo feito pelo Grupo de Radiopatrulha Aérea (Graer) da Polícia Militar mostra que o animal teve ferimentos por todo o corpo (veja acima).

O nome do homem não foi divulgado pela corporação. Portanto, o G1 não conseguiu localizar a defesa dele para que pudesse se posicionar sobre as acusações. Aos policiais, segundo o Graer, ele afirmou que tinha a intenção de matar a cachorra porque acreditava que ela estava doente, já que o pelo dela estava caindo.

Segundo o tenente George Augusto Silva, a equipe estava em patrulhamento pela cidade, na manhã da última quarta-feira (5), quando viu o homem jogando o animal debaixo do carro que estava na frente da viatura. Sem que o motorista conseguisse desviar, uma das rodas do veículo acabou atingindo a cadela.

“Vimos quando ele tirou a coleira da cadela e a jogou debaixo do carro. Depois, ele saiu tranquilamente segurando a coleira. De imediato, nós paramos e o abordamos”, contou o militar.

Cadela fica ferida após ser jogada debaixo de carro em movimento em Trindade, Goiás — Foto: Divulgação/Graer
Cadela fica ferida após ser jogada debaixo de carro em movimento em Trindade, Goiás — Foto: Divulgação/Graer

Após ser abordado pelos policiais, o homem foi encaminhado à Delegacia de Trindade, onde, segundo o militar, foi autuado em flagrante pelo crime de maus-tratos contra animais. Atualmente, a pena é de dois a cinco anos de prisão, multa e proibição da guarda do animal, em caso de condenação.

Após o atropelamento, a cadela foi resgatada pelos policiais e encaminhada para uma clínica veterinária da cidade, onde está em recuperação. “Apesar da situação, segundo a veterinária, ela não sofreu fraturas. Mas, o olho dela estava bastante vermelho e ela tinha alguns ferimentos, principalmente, em uma das pernas”, contou.

Alô Valparaíso/Com informações G1