Um caso louvável chamou a atenção da Central de Transplantes de Goiás neste final de semana. Após ser detectada a morte cerebral de uma idosa de 71 anos na última quinta-feira, dia 23, a família autorizou a doação de seus órgãos. Esse foi o primeiro caso de doação registrado no Estado nesta faixa etária.

Os órgãos foram captados na manhã do sábado, dia 25: duas córneas e os dois rins. Os receptores renais foram um homem de 55 anos, que aguardava na lista desde 2010, e uma mulher de 73 anos que aguardava pelo órgão desde 2012. Os dois são moradores de Goiânia e realizaram o transplante no Hospital Santa Genoveva, na capital. Os receptores das córneas ainda estão sendo definidos.

O gerente da Central de Transplantes, Luciano Leão, explica que é rara a doação de órgãos de pessoas idosas. “Os familiares dessa paciente deram um exemplo de solidariedade e coragem”, afirmou. A morte cerebral da idosa foi detectada às 15h50 do dia 23 de junho, quinta-feira, e os médicos do Hospital Lúcio Rebelo mantiveram o estado clínica dela estável por meio de equipamentos, esperando a busca de doadores.

Este ano, a Central de Transplantes viabilizou a realização de 171 cirurgias e em maio foi realizado um transplante de coração depois de uma pausa de seis anos.

Postado por Marcelo Carlos (com as informações de Goiás Agora)