Em uma semana de vigência da Lei do Farol, 5.190 motoristas foram autuados nas rodovias goianas, segundo o Comando de Policiamento Rodoviário. Os condutores que ainda não se atentaram à necessidade do farol do veículo aceso durante o dia nas estradas, receberão multa de R$ 130,16 e quatro pontos na carteira. A infração é considerada média, segundo o Código Brasileiro de Trânsito.

A fiscalização para cumprimento da legislação continuará sendo feita nas GOs, exceto no perímetro urbano. O  presidente da Agetop, Jayme Rincón, explica que as rodovias integradas às cidades funcionam como avenidas. “A intenção é evitar o aumento do número de multas, principalmente pela quantidade de veículos que trafegam diariamente no perímetro das cidades. Mas é importante destacar a obrigação de acender o farol ao fim desse limite”, esclarece.

O principal objetivo da lei nº 13.290/2016 é a segurança nas rodovias. Com o farol aceso, há maior visibilidade do veículo, principalmente no sentido contrário da pista, evitando acidentes. Por ano, cerca de 50 mil pessoas morrem no trânsito brasileiro, conforme dados do seguro DPVAT (Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Via Terrestre).

Da Redação (com as informações do Goiás Agora)