O uso de papel para elaboração de documentos do Governo de Goiás deve ser praticamente eliminado até 2018. Essa é a meta da Secretaria de Gestão e Planejamento (Segplan), que coordena a área de tecnologia da informação dos órgãos estatais, com a adoção do Sistema Eletrônico de Informações (SEI).

Os detalhes do sistema foram apresentados nesta quarta-feira, dia 26,  pelo secretário Joaquim Mesquita aos representantes das demais secretarias e empresas públicas do Estado, em reunião no Palácio Pedro Ludovico Teixeira, em Goiânia. O Sistema Eletrônico de Informações é utilizado pelo governo federal e alguns órgãos de outras unidades da federação. Com ele, processos, ofícios, memorandos, portarias e vários outros documentos passam a circular em formato digital, eliminando-se o formato físico.

Dessa forma, segundo o secretário Joaquim Mesquita, a tramitação se torna mais ágil, econômica e transparente. “Vamos alcançar esse sonho de modernização e eliminação do papel em um prazo muito razoável, pois optamos por esse sistema pela simplicidade, facilidade de uso e maleabilidade”, disse o secretário.

Etapas
A migração será em três etapas, cada uma com seis meses de duração. A primeira, que começará em janeiro de 2017, será a substituição do SepNet, que é o sistema utilizado atualmente para tramitação de documentos do Estado, pelo SEI.

Assim, os usuários podem começar a se familiarizar com a plataforma. Na segunda, o trâmite passa a ser somente eletrônico, já reduzindo a burocracia e o uso de papel. A terceira fase já será totalmente eletrônica, com assinaturas e documentos digitais.

A expectativa é que toda a migração seja realizada em até 18 meses. Contudo, segundo o superintendente executivo da Segplan, Bruno Perillo, a equipe trabalha com a possibilidade de encurtar esse prazo. “Esse será um diferencial na área de gestão. Nosso cronograma é arrojado e Goiás sairá, mais uma vez, na frente dos outros estados”, afirmou. Para tornar mais transparente as ações das secretarias e órgãos, e atendendo a Lei de Acesso à Informação, a implantação do sistema no Estado possibilita ao cidadão a visualização de parte dos processos públicos.

O SEI é cedido gratuitamente aos órgãos e instituições públicas, mediante assinatura de Acordo de Cooperação Técnica. O Governo de Goiás, por meio da Segplan, já acertou convênio com o Ministério do Planejamento para a transferência de tecnologia. Com isso, segundo o secretário Joaquim Mesquita, o sistema de Goiás será totalmente integrado com o da União.

Postado por Marcelo Carlos (com as informações do Goiás Agora)