No último sábado, dia 30 de janeiro, quem passou pela Etapa D, em Valparaíso de Goiás, se surpreendeu com o que viu.

Em uma das paradas de ônibus do bairro, em frente à sede do Grupo de Escoteiros, foi dado início ao trabalho de incentivo à cultura que transformou uma geladeira usada em grande fonte de conhecimento.

Os transeuntes do local podem abrir a geladeira cultural e pegar os livros que estão disponíveis para leituras, empréstimos ou trocas, tudo livremente. A ideia também funciona com discos, filmes e demais objetos que transmitem cultura e sabedoria.

“Na Geladeira da Cultura você encontra vários livros. As pessoas podem pegá-los e levá-los para casa, para ler tranquilamente. Caso queiram, elas também podem realizar doações e colocá-las juntas com os outros objetos”, disse Karolyna Marangoni.

Segundo Thiago Maroca, essa é uma iniciativa do Grupo de Escoteiros da cidade, que objetiva revitalizar a área no entorno do bairro. Os escoteiros também querem mobilizar toda a comunidade através da cultura e incentivá-los a conhecer o movimento.

“A princípio estamos fazendo na Etapa D, porque é a nossa comunidade alvo. Quando surgirem outras possibilidades nós estaremos levando à ação para mais bairros do município”, afirmou Thiago ao Alô Valparaíso.

Ainda de acordo com Thiago, um dos responsáveis pela nobre ação, a doação da geladeira velha partiu de um ex-aluno dele, através de divulgação realizada na internet. Ele acredita na força cultural e espera que a parada de ônibus seja revitalizada após o pontapé inicial do projeto. 

A Geladeira da Cultura parece mesmo ter agradado mais pessoas. Elas torcem para que o projeto invada outros espaços públicos de Valparaíso. “Vivemos em uma cidade carente de boas iniciativas como essa. Os responsáveis estão de parabéns e eu espero que a ideia seja compartilhada para demais comunidades”, disse Andrea de Souza.

Por Marcelo Carlos