Funcionária com câncer de mama é demitida e justiça condena empresa em Luziânia

Magistrados entenderam que dispensa da mulher foi discriminatória

A 2ª Turma Regional do Trabalho (TRT2) condenou uma empresa a pagar R$ 19 mil de indenização e 9 salários mínimos, a uma funcionária que foi demitida após diagnóstico de câncer de mama em Luziânia, no Entorno do Distrito Federal.

A Justiça entendeu que a empresa tinha ciência dos problemas de saúde enfrentados pela funcionária, e que mesmo sabendo das adversidades, dispensou a mulher de forma que foi considerada discriminatória.

Após a decisão judicial, a empresa entrou com um recurso para não pagar a indenização e o pedido foi negado. Pois os magistrados entenderam que a trabalhadora possuía todas as provas, laudos médicos que comprovavam a doença e que não recebeu nenhum tipo de assistência do empregador.

Da Redação do Alô Valparaíso/*Com as informações da TV Anhanguera
justiça

Empresa que demitiu funcionária com câncer de mama é condenada a pagar indenização. (Foto: Reprodução)

Compartilhe esta matéria!