O ex-vereador de Valparaíso (GO), Willian de Oliveira Barreiros, 61 anos, foi brutalmente assassinado na última quinta-feira (17), no município de Buritis (MG). O crime aconteceu após ele cobrar divida de um fazendeiro.

Segundo informações de amigos, uma emboscada foi planejada a aproximadamente 50 km da cidade mineira e a vítima acabou sendo morta a facadas. Willian foi encontrado por policiais com perfurações pelo corpo e caído às margens de uma estrada.

A PM-MG informou que o suspeito é Levi da Silva Maia, de 64 anos, que é considerado foragido. Ainda acordo com os policiais, uma testemunha que estava com a vítima informou que eles vieram da cidade de Formosa-GO na companhia de Levi para olhar um gado de sua propriedade. A testemunha também relatou que o suspeito devia R$ 100 mil para Willian e que os animais seriam usados para quitar a dívida.

Dr. Willian é um homem de grande história na cidade do Entorno de Brasília, advogado, servidor concursado da Advocacia Geral da União – AGU, Secretário Municipal de Desenvolvimento e Infraestrutura Urbana, no governo de José Valdecio (1997–2000), além de vereador entre os anos de 2001 a 2004, no governo de Juarez Sarmento, e atualmente diretor da Acivalgo.

Na tarde desta sexta-feira (18), a prefeita Lucimar Nascimento (PT) lamentou a morte do líder político e decretou o luto de três dias em Valparaíso de Goiás.

“Em razão desta fatalidade, decreto luto oficial de três dias, oportunidade na qual me solidarizo com seus familiares, externando meu mais sincero pesar”, declarou a petista.

O velório do ex-parlamentar valparaisense está marcado para hoje, a partir das 17 horas, no Cemitério Campo da Esperança, na Capela 01, em Brasília (DF). O sepultamento será amanhã (19), às 10h.

Por Marcelo Carlos