Na última quinta-feira, dia 03 de dezembro, o deputado federal Célio Silveira (PSDB), declarou em entrevista concedida ao Jornal Opção, que a decisão do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), em aceitar o processamento do impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT) o deixou perplexo.

“Muitos não acreditavam. A última carta na manga era a aceitação. Está na mão dos congressistas resolver essas duas coisas: a cassação do mandato dele e o impedimento dela. A saída deles resulta na volta do crescimento do País”, avalia o tucano.

O ex-prefeito de Luziânia-GO ressalta que defende o afastamento de Dilma e o prosseguimento do processo de admissibilidade do afastamento do peemedebista da presidência da Casa, que tramita no Conselho de Ética.

O parlamentar acredita ainda que não existe solução rápida para o momento. Mas o caminho seria a formação de um governo de coalizão, tendo como líder o vice-presidente da República, Michel Temer (PMDB).

“Porque Dilma mostrou ineficácia na administração política e econômica. Qualquer mudança gera melhoria, a situação é tão grave que não tem como piorar. Precisamos de novo rumo, em que todos se unam”, concluiu o deputado.

Por Marcelo Carlos (com as informações do Jornal Opção)