Estudante que matou coordenador de escola em Valparaíso é apreendido

A investigação do GIH aponta que adolescente atirou após a vítima dizer que iria transferi-lo de colégio

Neste feriado do Dia do Trabalhador, 1º de maio, a Polícia Civil apreendeu o estudante de 17 anos suspeito de matar o coordenador da Escola Estadual Céu Azul, em Valparaíso de Goiás, no Entorno do Distrito Federal.

> Segundo a investigação, Júlio Cesar Barroso de Sousa, de 41 anos, foi morto após uma discussão no colégio. O crime aconteceu na tarde de terça-feira (30).

De acordo com a PCGO, horas antes do homicídio, o suspeito teve uma discussão com uma professora por assuntos disciplinares. Júlio César, então, interveio, e afirmou que iria transferir o adolescente, que o ameaçou.

O delegado Rafael Abrão explicou que o aluno chegou a ofender verbalmente a professora e o coordenador interveio na discussão e também começou uma discussão. Foi quando o coordenador disse que ia transferi-lo de escola. “Nesse momento, o aluno virou para ele e disse: ‘o senhor pode até me transferir de escola, mas você vai pagar por isso. Mais tarde esse aluno retornou para escola, já armado", explicou.

Ainda conforme a polícia, o coordenador foi alvejado com dois disparos, sendo um pelas costas, enquanto corria, e outro a curta distância.

Da Redação do Alô Valparaíso/Com as informações do G1

Adolescente foi apreendido hoje, dia 1º de maio. (Foto: Divulgação)

Compartilhe esta matéria!