Daremos continuidade a uma série de entrevistas com pré-candidatos que pleitearão uma vaga na Câmara Municipal de Vereadores, em Valparaíso de Goiás, importante cidade goiana localizada no Entorno do Distrito Federal.

Desta maneira, nesta segunda-feira, 18 de julho, apresentamos aos nossos leitores entrevista exclusiva concedida pelo Antonio Ferreira, ou simplesmente “Ferreira”, Coronel aposentado da PM-DF, nome bem avaliado pelo eleitorado municipal e um dos mais preparados do quadro de pré-candidatos do Partido Progressista (PP).

Ao ser convidado pelo Alô Valparaíso, Ferreira aceitou prontamente bater um papo com a nossa reportagem e falou sobre sua vida, do período eleitoral que se aproxima e de atitudes que podem recolocar o município goiano de volta aos trilhos do desenvolvimento em 2017.

Alô Valparaíso: Quem é Antonio Ferreira? 

Ferreira: Sou conhecido pelo sobrenome: Ferreira. Casado há 30 anos com a Dona Láli (apelido carinhoso de minha esposa desde a infância), pai de 4 filhos, um sobrinho e tenho genro, nora e 3 netos lindos! Militar da reserva da PMDF, no posto de Coronel, tendo 31 anos de bons serviços prestados. Juntei-me ao povo goiano, escolhendo o Valparaíso há mais de 25 anos, para morar, educar e criar meus filhos. Vivo o cotidiano da cidade com a utilização do comércio, serviços e lazer. Como paroquiano da Igreja São Francisco de Assis desde a chegada à cidade, trabalhei em diversas pastorais e movimentos, trabalhando com casais e jovens, atuando na catequese, bem como em outras atividades da Diocese de Luziânia e junto à associação QG da Imaculada. Destas atividades 
religiosas é que nasceram a maior parte do meu conhecimento de pessoas e grupos sociais da cidade. 

Alô Valparaíso: O que faz um Coronel aposentado da PM-DF ser pré-candidato a vereador em Valparaíso de 
Goiás? 

Ferreira: Inicialmente, quero destacar que moro em Valparaíso porque aprendi a amar a cidade onde fiz 
amigos, criei os meus filhos e vivo o meu dia a dia. Depois, os valores cívicos e de amor à Pátria e a ordem democrática são muito fortes, fazendo com que – sentindo, ainda, a disposição para trabalhar – tenha o desejo de contribuir para que o município de Valparaíso possa ocupar o lugar que merece entre as cidades com melhor qualidade de vida para nossas crianças, jovens, adultos e idosos. 

Alô Valparaíso: Como o senhor avalia a aceitação da população ao seu nome e os trabalhos de base em torno da sua pré-candidatura? 

Ferreira: Ótima! Muitos amigos e conhecidos ficaram empolgados, inicialmente surpresos por aceitar o 
enfrentamento desse desafio – todos estão muito insatisfeitos com a política nacional e local – e com a esperança de renovação do quadro atual. Tenho realizado reuniões e visitas às casas de diversas pessoas em diferentes bairros, bem como utilizado as redes sociais para apresentação da pré-candidatura, ideias e informações políticas. 

Alô Valparaíso: O que te fez acreditar e defender a pré-candidatura de Pábio Mossoró (PSDB) à Prefeitura de Valparaíso?

Ferreira: Primeiro a coerência política. Eleito para um segundo mandato na Câmara Municipal, o Pábio se manteve leal ao grupo político a que pertencia durante a campanha, mesmo na condição de oposição e minoria depois de eleito – diferente da postura de outros mandatários. Político que após assumir um mandato procura aliança com um governo com discurso completamente diferente do grupo a que pertencia, sem qualquer escrúpulo ideológico ou partidário, demonstra que não é confiável para ninguém – o que não é o caso do Pábio, por sua coerência e lealdade. Sendo Vereador em um segundo mandato, Pábio conhece a administração do município e tendo o apoio político de lideranças do Estado de Goiás como o Governador Marconi, o Senador Wilder Morais, o Deputado Federal Célio Silveira e a Secretária e Deputada Estadual Lêda Borges – também liderança do nosso município, tem tudo para fazer um governo responsável com a retomada do desenvolvimento da cidade. É claro que tudo isso gera expectativa da população e também de todos nós, pré-candidatos, que apoiamos esse projeto político.

Alô Valparaíso: Como o senhor enxerga o atual momento de cidade? 

Qualquer cidadão pode constatar a situação do município ao percorrermos os diferentes bairros: acúmulo de lixo em várias localidades, iluminação precária, buracos no asfalto, mato alto, unidades de saúde em mau estado de conservação… Poderíamos dizer que o país passa por um momento de crise e que tivemos redução nas transferências obrigatórias da união e dos tributos municipais, mas onde está a gestão responsável e transparente? Boa administração não se faz com propaganda omissiva e obras seletivas no último ano de governo. Planejamento sério e trabalho com resultados deve ocorrer desde o primeiro dia de um mandato. 

Alô Valparaíso: Qual é o diferencial do Ferreira em relação aos demais pré-candidatos à vereança? 

Ferreira: Acredito que o político não tem que ficar repetindo que é honesto ou fazendo promessas para as pessoas. O seu passado e suas ações falam por si mesmo! O apoio ou futuro voto dos eleitores da cidade não pode ficar reduzido, também, a favores ou facilidades que um pré-candidato pode obter, como uma internação de um doente, iluminação de uma rua, roçagem de mato e etc. Como pré-candidato tenho consciência das atribuições de um Vereador. Quero ser representante do povo de nossa cidade, a voz dos cidadãos de bem em suas aspirações e necessidades, na valorização dos impostos que pagamos com o suor do nosso trabalho, e na defesa de uma melhor qualidade de vida para todos aqueles que residem e acreditam no município de Valparaíso de Goiás. Vamos em frente!

Por Marcelo Carlos