Mãe da estudante Thayná Ferreira Alves, a dona de casa Jussara Ferreira pede ajuda para encontrar a filha, de 21 anos, que desapareceu há 17 dias em Valparaíso de Goiás, no Entorno do Distrito Federal. A jovem sumiu após o padrasto deixá-la em um ponto de ônibus.

“Eu estou arrasada, desesperada, não tenho pistas. Fico na angústia, sem saber o que aconteceu, sem saber se está viva ou se está morta”, desabafou a mãe ao G1.

Thayná sumiu no dia 16 de fevereiro, por volta das 16h. Desde então, familiares e amigos começaram as buscas diárias pela jovem. Eles também fazem uma campanha nas redes sociais em busca de informações sobre a estudante.

Jussara lamenta que, com a divulgação dos telefones da família, recebeu apenas pistas falsas. “O pessoal fica ligando passando trote, muita informação errada, só aumenta nossa dor”, lamentou.

Investigação
A família registrou o boletim de ocorrência sobre o desaparecimento de Thayná na Polícia Civil, mas alega que não tem informações sobre a investigação. 

No último dia 21 de fevereiro, Abrão havia dito que a principal suspeita da polícia é que Thayná fugiu de casa. “A gente não trabalha com a hipótese da ocorrência de um homicídio. Nós seguimos a linha ainda que ela tenha saído de casa”, disse na ocasião o delegado.

Os familiares não acreditam nessa hipótese. Segundo o irmão, Felipe Ferreira, a jovem nunca saiu de casa sem avisar. “A gente fica preocupado, porque ela não é assim, sempre que saia avisava. E estamos na torcida, ela vai aparecer, se Deus quiser”, disse.

Via G1-GO