Parentes e amigos da estudante de direito Jéssica Pereira da Silva, de 24 anos, ainda tentam entender o que motivou a morte da jovem, baleada dentro do carro enquanto voltava da faculdade, em Valparaíso de Goiás, no Entorno do DF. Segundo o irmão dela, o eletricista Leonardo Cosmo da Silva, de 39, o crime deixou todos muito traumatizados.

“Toda a família está destruída. É muito triste. Ela era uma moça que ia do serviço para faculdade e depois para casa. Era muito tranquila, centrada, tinha ambição de vencer na vida. Só deixou mensagens boas. Todo mundo a amavam muito”, disse ao G1.

O crime ocorreu na última quarta-feira (16), no Bairro Jardim Oriente. Segundo testemunhas, ela foi seguida por um carro branco, onde estava o atirador. Após ser atingida nas costas a jovem perdeu o controle da direção e bateu no muro de uma casa.

Jéssica era a caçula de cinco irmãos e a única a conseguir entrar em um curso superior. “A gente era mais orgulhoso dela porque ela estava na faculdade. Minha mãe e os outros irmãos tinham pouco estudo e estávamos lutando por ela. Ela iria se formar no final do ano que vem, seria a advogada da família”, lamenta.

Investigação
De acordo com o delegado Pedromar Augusto de Souza, responsável pela investigação, ainda não há novidades sobre o caso. Ele diz que ainda tenta identificar os suspeitos do crime bem como o veículo usado por eles.

“Seguimos investigando e já ouvimos algumas pessoas, mas não tem nenhuma testemunha ocular ou imagem de câmera de segurança. É uma investigação difícil. A hipótese de tentativa de assalto é mais plausível, mas ainda não descartamos a de homicídio”, explica.

Postado por Marcelo Carlos (com as informações do G1 Goiás)