(Foto: Divulgação/PCGO)

Compartilhe esta matéria!

Em Luziânia, menor é apreendido após esfaquear motorista de aplicativo

Adolescente disse que “estava cansado de andar a pé”

A Polícia Civil do Estado de Goiás, por meio do Grupo de Repressão a Crimes Patrimoniais (Gepatri) de Luziânia, deflagrou, na última sexta-feira (16), a Operação Uber, que resultou na apreensão de um menor de 17 anos, suspeito de desferir 19 facadas em um motorista de aplicativo para tentar roubar seu carro.

O fato ocorreu no dia 25 de setembro de 2020, por volta de 11h30min, no Jardim Ingá, em Luziânia.

“O trajeto foi de Santa Maria, no DF, até Luziânia. Quando já estava em Luziânia, o menor desferiu as facadas contra o motorista. O menor, depois disso, tentou fugir com o carro, mas não conseguiu, e ateou fogo no veículo. O motorista conseguiu sobreviver, ficou muitos dias internado, mas não veio a óbito”, contou delegado Carlos Alfama, titular do Gepatri de Luziânia.

Depois de meses de investigações feitas pelo Gepatri, o autor foi identificado e a investigação foi concluída. A autoridade policial solicitou ao Poder Judiciário que determinasse a internação do menor. A medida foi judicialmente autorizada e cumprida na sexta-feira.

Ouvidos familiares do autor, a Polícia Civil descobriu que o menor teria praticado o fato porque queria “fazer dinheiro e ficar rico”, e também disse que “queria o automóvel para ele, pois estava cansado de andar à pé”.

De acordo com a Polícia Civil, o menor foi recolhido após as comunicações ao Judiciário. Ele responderá por ato infracional análogo ao crime de latrocínio tentado.

Alô Valparaíso/Com as informações da PC-GO