Na última semana, o ministro das Cidades, Bruno Araújo, anunciou que o governo federal irá dar cargo ao projeto para consolidar a obra do BRT Entorno Sul, na Região Metropolitana de Brasília.

“Queria deixar para fazer esse comunicado aqui a todos os moradores do Entorno Sul de Brasília: Vamos pagar o projeto para consolidar a obra do BRT na região. Este é um anúncio muito especial. Vamos debruçar a partir dos próximos meses nisso”, disse o ministro Bruno Araújo. 

Conforme informações do governo estadual, o sistema BRT Entorno Sul – Luziânia a DivisaGO/DF consiste na implantação de um sistema de transporte com operação regulada por sistema de planejamento, gestão e controle operacional inteligente, circulando em faixa exclusiva e preferencial, com veículos e estações de padrão diferenciado, com embarque em nível e pagamento antecipado nas estações.

O referido projeto atenderá às populações dos municípios goianos de Luziânia, Valparaíso, Cidade Ocidental e Novo Gama, que formam a região conhecida como Entorno Sul do Distrito Federal.

Segundo a deputada estadual licenciada e secretária Cidadã de Goiás, Lêda Borges (PSDB), o Ministério das Cidades deve liberar cerca de R$ 5 milhões para a conclusão dos estudos de viabilidade técnica e ambiental (atualmente apenas o projeto inicial foi apresentado).

Para o Jornal Opção, Lêda explicou que o montante pode ser suficiente para concluir o projeto executivo (fase anterior a licitação), o que aceleraria todo o trâmite legal do BRT Entorno Sul. “É uma obra que lutamos há muito… Região do Entorno Sul tem 800 mil habitantes. Esperamos por muito tempo, é uma das grandes expectativas da população, porque é da qualidade de vida dos cidadãos que estamos falando. O transporte público atual não está à altura dessa população toda”, afirmou.

Com a informações do Jornal Opção