Dupla é presa suspeita de dar golpes de falsa viagem em mais de 100 pessoas

Golpistas são investigados pela Polícia Civil em Luziânia

Em Luziânia, no Entorno do Distrito Federal, a Polícia Civil de Goiás prendeu dois homens suspeitos de aplicarem golpes da venda de falsos pacotes de hospedagens em viagens. Segundo matéria do G1GO, as investigações apontam que pelo menos 100 pessoas foram vítimas de uma organização criminosa que agia até mesmo fora do Estado.

O delegado Rafael Abrão afirmou que as investigações apontam que, desde o ano passado, os criminosos já fizeram vítimas em Luziânia, Goiânia, Brasília, São Paulo, Tocantins e Bahia.

De acordo com a PCGO, os presos são Carlos Augusto Ferreira de Freitas, de 45 anos, e Rodrigo Marques do Vale, de 42. Eles não são de Goiás e teriam vindo de Minas e São Paulo. A dupla foi encontrada em um hotel e presa em flagrante por tentativa de estelionato, já que foram descobertos no momento que se preparavam para aplicar mais um golpe.

Rafael Abrão comentou que os suspeitos não apresentaram advogados durante a prisão e um deles já tem passagem por estelionato no Tocantins. "Eles alegavam que eram diárias em qualquer hotel do Brasil por 2.300. A vítima acabava se envolvendo, acabava acreditando nestes estelionatários e efetuava o pagamento. As vítimas depositavam o dinheiro e depois quando iam procurar os suspeitos desapareciam”, contou.

Os golpistas foram encaminhados pera a unidade prisional de Luziânia, onde aguardam a realização da audiência de custódia que, segundo o Tribunal de Justiça, deve acontecer nesta segunda-feira (9).

Da Redação do Alô Valparaíso/*Com as informações do G1GO
pc

Estelionatários são presos em Luziânia. (Foto: Divulgação/PCGO)

Compartilhe esta matéria!