Neste domingo, um bloco diferente vai sair nas ruas de mais da metade do país. É o bloco dos admiradores do eclipse solar. O auge do fenômeno será por volta das 11 e meia da manhã, no horário de Brasília.

Mas, dessa vez, os brasileiros só vão conseguir ver uma parte do sol coberta pela sombra da lua. Quanto mais ao sul, maior a sombra.

Somente em alguns países da África e no extremo sul da América o sol ficará totalmente encoberto. Como a Lua está mais distante da Terra e não conseguirá cobrir o sol completamente, nesses locais será possível ver um anel de fogo formado em volta do satélite.

Quanto mais ao sul, mais o sol estará encoberto pela sombra da lua. Em Brasília, serão 16%. Quem estiver pulando o Carnaval em Salvador vai ver a sombra cobrir um terço do sol. No Rio de Janeiro e em São Paulo, cerca de 40%. Já os gaúchos que moram em Chuí, extremo sul do Brasil, vão ver 70% do sol tomados pela sombra da lua.

Na região da Amazônia Legal, será possível acompanhar o eclipse em apenas duas capitais: Cuiabá e Palmas, onde 10% do sol ficarão encobertos. Mas no próximo eclipse solar, no dia 21 de agosto, só os moradores do Norte do país conseguirão ver o sol totalmente encoberto.

Mas atenção: não olhe diretamente para o sol. O brilho pode causar danos permanentes à visão, mesmo se a pessoa usar chapa de raio-x, óculos escuros ou filme fotográfico.

Via Agência Brasil