Distrito Federal tem paciente curada após ser infectada por novo coronavírus

Contágio ocorreu durante Conferência da Mulher Advogada

A advogada brasiliense Daniela Teixeira recebeu uma ótima notícia nesta semana quando soube que seu segundo exame para o novo coronavírus deu negativo. Ela foi a primeira paciente do Distrito Federal a ter sido curada do contágio, após semanas de medo e apreensão.

Em conversa com a Agência Brasil, ela falou sobre a experiência e destacou a importância das ações de prevenção e combate à epidemia. “Fui infectada no dia 6 de março, na Conferência da Mulher Advogada. Várias amigas começaram a apresentar os sintomas e tiveram exames dando positivo. Eu fiz o exame, embora não estivesse com sintomas. Ainda tinha facilidade para isso, pois o laboratório onde fiz realizava em casa. Aí deu positivo”, contou.

Segundo Daniela, o pior sintoma do Covid-19 é o medo. “Essa é a mensagem que temos que passar. Que a pessoa acredite no vírus. Meu medo de ter passado vírus para minha mãe e minha irmã, que tem problema de coração. Eu peguei o vírus trabalhando, nunca imaginei. É muito importante fazer essa quarentena, que consiga diminuir [o contato]. Aprendi também como faz falta abraço”, disse em entrevista concedida a Agência Brasil.

Da Redação do Alô Valparaíso/Com as informações da Agência Brasil

Daniela Teixeira foi curada após testar positivo para novo coronavírus. (Foto: Arquivo Pessoal)

Compartilhe esta matéria!