A nossa redação ouviu candidatos e candidatas ao poder legislativo em Valparaíso de Goiás, no Entorno do Distrito Federal, e a expectativa da grande maioria é que na última semana de campanha, a disputa entre os candidatos a prefeito Afrânio Pimentel (PR) e Pábio Mossoró (PSDB) fique cada vez mais equilibrada.

Pesquisas internas indicam que o tucano aproximou-se do republicano e que nesta altura do campeonato não existe favoritismo para nenhum dos lados. A possibilidade de equiparação entre os prefeitáveis virou o principal assunto da população nas ruas.  

“Sou uma pessoa que gosta de conversar com o povo nas ruas. No início da campanha o domínio era do Afrânio, mas hoje muita gente fala do Pábio. Acredito que essa eleição seja decidida voto a voto”, disse Antônio Azevedo – morador do Parque Rio Branco.

Segundo Maria Souza, moradora do Jardim Céu Azul, o pleito eleitoral tende a ser o mais disputado desde a emancipação da cidade. “Existem ainda muitos eleitores indecisos. Essa é a grande chance para que os candidatos sensibilizem a comunidade com suas propostas. Não acredito em muitas mudanças no próximo governo, mas é importante votar em quem se apresenta como a melhor alternativa para o município. Não vejo nenhum dos três principais candidatos como favoritos”, afirmou.

Diante de um quadro de incertezas, a briga pela prefeitura de Valparaíso segue muito acirrada e promete esquentar nos próximos sete dias. Até porque o eleitorado anda desacreditado com a política local e presencia campanhas muito parecidas. Por ser um ano eleitoral mais curto, Afrânio e Pábio não tiveram tempo para conquistar os votos indecisos e muito menos para disparar na frente.

Por Marcelo Carlos