A deputada Delegada Adriana Accorsi (PT) apresentou na Assembleia Legislativa o Projeto de Lei nº 0960/2018, protocolado em 14 de março, que prioriza crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social para efeito de matrícula em colégios militares do Estado. A matéria já se encontra tramitando na Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJ), onde aguarda a indicação de relator.

Se aprovado em Plenário, o projeto irá beneficiar filhos de pais atendidos por programas sociais do Governo ou que vivam em abrigos e orfanatos, incluindo vítimas de violência doméstica ou abuso sexual. A cota pretendida por Adriana Accorsi seria de 50% de todas as vagas disponibilizadas à sociedade civil por instituições administradas pela Polícia Militar.

Hoje, em Goiás, existem 42 colégios com formação militar ou fase de implantação, espalhadas por Goiânia (8 unidades), Aparecida de Goiânia (3), Anápolis (3), além de Caldas Novas, Catalão, Ceres, Inhumas, Iporá, Itaberaí, Itapaci, Itauçú, Itumbiara, Novo Gama, Palmeiras de Goiás, Pires do Rio, Porangatu, Posse, Quirinópolis, Cidade de Goiás, Formosa, Goianésia, Goianira, Goiatuba, Jaraguá, Jataí, Jussara, Morrinhos, Nerópolis, Rio Verde, Senador Canedo e Valparaíso de Goiás.

Via Alego