A defesa da presidente afastada Dilma Rousseff deve apresentar novos recursos contra o impeachment nesta segunda-feira (6). Entre eles, está o pedido para incluir as gravações de Sérgio Machado, ex-presidente da Transpetro, no processo e rejeitado na última reunião da Comissão Especial da Impeachment.

Nesta fase do impeachment, em que se discute o o mérito das denúncias, a defesa e os senadores da comissão podem recorrer, em última instância, ao presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Ricardo Lewandowski.

São quatro recursos que serão apresentados ao presidente do Supremo: o primeiro, foi protocolado na última sexta-feira (3), contra a redução dos prazos. Pela nova proposta é antecipado em até 20 dias o desfecho do impeachment.

Da Agência Brasil