(Foto: Reprodução/TV Anhanguera)

Compartilhe esta matéria!

Cristóvam Tormim volta ao cargo de prefeito em Luziânia

Suspeito de importunação sexual, gestor ficou afastado da prefeitura por 240 dias

O prefeito de Luziânia, no Entorno do Distrito Federal, Cristóvam Tormim (PSD), reassumiu na segunda-feira (19/10), o cargo depois de ficar afastado por 240 dias. O pedido de afastamento foi feito pela Justiça, em fevereiro deste ano.

Segundo o Ministério Público de Goiás (MP-GO), a ação teve como intuito evitar que Cristóvam se utilizasse do cargo público para praticar novas condutas criminosas e garantir a eficácia das investigações. Ele é suspeito de importunação sexual contra uma servidora.

Para a TV Anhanguera, o advogado Hyulley Machado, afirmou que os processos correm em segredo de Justiça, mas dois deles por abusos sexuais foram arquivados a pedido do MP por falta de provas. “Por falta de interesse de agir também. O Ministério Público já pediu para arquivar todos os dois processos, com contas no Tribunal de Justiça”, disse ao JA 1ª Edição.

O MP informou para a emissora que mais detalhes do caso não poderiam ser repassados. Porque segue em investigação e sigilo de Justiça. Contudo, o órgão informou que não houve arquivamento de processos.

Da Redação do Alô Valparaíso