CPI investiga possíveis irregularidades no contrato com a Enel em Goiás

O presidente da empresa deve ser sabatinado na próxima semana

Em sua última reunião realizada na quinta-feira (02/05), a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Enel, presidida pelo deputado Henrique Arantes, fechou a agenda de oitivas para o mês de maio.

Segundo a assessoria da Assembleia Legislativa de Goiás, a primeira sabatina acontece na próxima terça-feira (07/05), quando os deputados membros irão ouvir o presidente da AGR, Eurípedes Barsanulfo, cuja oitiva estava marcada para dia 2 e ele não compareceu.

Além do presidente da AGR, foram aprovadas ainda outras cinco convocações, que seguem então com a presença de Abel Rochinha, presidente da Enel Goiás, que deverá se apresentar à Casa de Leis já na próxima quinta-feira (09/05).

Segundo a Alego, após ele, deverão ser igualmente ouvidos os ex-governadores tucanos José Eliton e Marconi Perillo, respectivamente nas seguintes datas: 14 (terça-feira) e 16 de maio (quinta-feira) da semana subsequente.

Ainda de acordo com a Casa de Leis, na sequência, virão o diretor jurídico e o presidente geral da Enel Brasil, Antonio Basílio Pires Albuquerque e Nicola Cotugno, a serem ouvidos, por sua vez, respectivamente, nos dias 23 e 30 do presente mês. Tratam-se estas últimas de convocações defendidas pelo relator da Comissão, o deputado Cairo Salim (Pros), em decorrência do fato de ambos terem se envolvido com as negociações que culminaram na venda da Celg.

*Com as informações da Alego
enel

CPI investiga serviços e investimentos feitos pela Enel Goiás. (Foto: Diomício Gomes/O Popular)

Compartilhe esta matéria!