A partir desta sexta-feira, 02 de setembro, o Alô Valparaíso apresentará para seus leitores, as principais propostas de Plano de Governo dos candidatos à prefeitura de Valparaíso de Goiás, no Entorno do Distrito Federal.

Abrindo a nossa série de matérias, mostraremos as “promessas” para a área da Educação dos prefeitáveis: Afrânio Pimentel (PR), Iraquitan Oliveira (PCdoB), Pábio Mossoró (PSDB) e Dr. Roberto Martins (PT).

O nosso objetivo é o de levar aos internautas, informações importantes sobre todas as candidaturas, de maneira democrática e que colabore para que os eleitores conheçam os candidatos à prefeitura municipal, podendo assim, analisar, cada um deles e realizar a escolha de um representante de maneira consciente.

Cada candidato a prefeito terá o mesmo espaço abaixo, ou seja, todas propostas apresentadas em seus Planos de Governo, primeiramente, voltadas ao tema “Educação”, podem ser visualizadas logo a seguir.

Afrânio Pimentel (PR) – Coligação Renasce a Esperança do Povo

Mobilizar e efetivar uma política de educação de jovens e adultos que gere uma menor taxa de analfabetismo.

Melhorar a qualidade do ensino e buscar a equidade na Rede Municipal de Ensino, independente das condições social, econômica, étnico-racial e cultural da população.

Melhorar o investimento na educação infantil com a ampliação de vagas pautadas no continuo crescimento da qualidade, com garantia da universalização as crianças de quatro a cinco anos e ampliação no atendimento na faixa de zero a três anos.

Estabelecer um plano de investimento muito forte na construção de novos CMEIs, adaptações e ampliações em CMEIs e escolas, quando possível, e ampliação de vagas com os CMEIs conveniados.

Garantir que as escolas disponham de bibliotecas e de quadras poliesportivas cobertas nas que possuem áreas disponíveis.

Assegurar o acesso à educação especializada aos educandos com necessidades educacionais especiais.

Investir fortemente na capacitação dos profissionais da educação, da educação infantil e no ensino fundamental criando política de fortalecimento que assegura ao DFAE melhor atendimento na estrutura humana e física para formação dos profissionais da educação.

Mapear demandas na educação especial para projetos que envolvam oferta descentralizada do ensino e atendimento do Sistema Integrado de Transporte para o Ensino Especial.

Fortalecer e melhorar o processo pedagógico nas escolas que ofertam a segunda fase do ensino fundamental.

Valorizar os profissionais da educação com a análise e revisão dos Planos de Cargos e Salários anualmente conforme determina lei.

Fortalecer a gestão democrática da educação garantindo a articulação com a sociedade civil e fortalecendo o conselho municipal de educação e dos conselhos escolares.

Reformular o Plano Municipal de Educação e o Estatuto dos servidores da Educação de forma democrática.

Estabelecer um padrão de qualidade na rede municipal de educação, de forma a garantir o bom atendimento a todos os alunos, sem restrição.

Fortalecer a política de entrega dos uniformes, assegurando sua qualidade e prazo de entrega.

Reformar e ampliar a sede da Secretaria Municipal de Educação para instalação da Secretaria de Educação de acordo com a demanda necessária.

Reorganizar as orientações para a construção do Plano Político Pedagógico, de modo que ele contemple as necessidades, especialidades e decisões das escolas.

Obrigatoriedade de que temas transversais nos currículos escolares como, meio ambiente, civismo, proteção à criança, adolescentes e idosos, educação em saúde e segurança no trânsito.

Implementar o atendimento de educação em tempo integral, inclusive, ajustando a jornada ampliada com vistas à melhoria efetiva na qualidade de ensino.

Destinação de área para escola no Pacembuzinho, no Céu Azul, para atendes o CMEI Janete Cardoso e CMEI Judite, Araruama e Zacarias Bajo.

Aquisição da Escola Sementinha que está desativada para implantação do CMEI Antônio Carlos Assis.

Ampliação e reforma das Escolas Ayrton Senna, Vivendo e Aprendendo, Semeando o Saber, Avelino Jovem, Pró Saber e Maria do Nascimento Paiva.

Implantar a Universidade Estadual de Goiás tendo em vista a aprovação da doação pelo município de terreno.

Articulação para a Implantação da Universidade Federal do Centro Leste Goiano-UFCLG.

Fazer o cadastro de matrículas por uma central de atendimento pondo fim definitivamente as humilhantes filas e vigílias nas portas das escolas.

Incentivar nas escolas a arte e a cultura junto aos jovens dando estrutura para projetos que visem tirar os jovens das drogas e da ociosidade.

Reforma do CAIC modernizando a sua estrutura.

Garantir o uniforme de todos os alunos da Rede Pública de Ensino Municipal.

Modernizar a frota e ampliar as rotas do transporte escolar, priorizando a qualidade dos veículos para dar conforto aos estudantes.

Iraquitan Oliveira (PCdoB) – Coligação Esse é o Caminho
 
Gestão Democrática em todas as escolas municipais com eleição direta para gestores.
 
Jornada Ampliada nas escolas Municipais.
 
Escola com educação em tempo integral.
 
Investimento de 12% da receita municipal inteiramente em educação.
 
Reestruturação dos Planos de Cargos de Salários dos servidores públicos com permissão de crescimento vertical e horizontal nos níveis e classes.
 
Licenciamento de todas unidades de ensino.
 
Construção de creches municipais.
 
Pábio Mossoró (PSDB) – Coligação Pela Reconstrução de Valparaíso
 
Ampliar número de vagas e a construção de novas unidades escolares.
 
Implantar programas de educação em tempo integral.
 
Fazer a manutenção e ampliar o fornecimento de material didático, merenda, uniforme e transporte escolar.
 
Oferecer cursos e orientação profissional para jovens e adultos, além de ações de apoio.
 
Valorizar o professor.

Dr. Roberto Martins (PT) – Coligação Mãos Que Sabem Reconstruir

Ações para implementar a revolução educacional.

Colocar em funcionamento as 5 creches construídas na gestão da prefeita Lucimar.

Investir na ampliação da oferta de educação infantil de 0 (zero) a 3 (três) anos na rede direta, indireta e conveniada, assegurando sua qualidade e a articulação da etapa escolar seguinte.

Garantir na Educação de Jovens e Adultos a alfabetização, o aumento da escolarização e flexibilização de tempos e espaços com autonomia, visando à superação do analfabetismo.

Fortalecer ações que contribuam para erradicar a evasão dos estudantes, especialmente as/os jovens.

Promover o atendimento e a acessibilidade em todos os aspectos, investindo na adequação arquitetônica dos prédios, na formação dos recursos humanos, na aquisição de tecnologia assistiva (mobiliários, equipamentos e recursos), no acesso à comunicação por meio de línguas, linguagens e códigos, inclusive utilizando recursos de tecnologia da comunicação e informação e no combate a toda forma de discriminação e barreiras que impeçam o acesso, permanência e a participação plena.

Demandar do Estado de Goiás e a União, em regime de colaboração, o redimensionamento da oferta de Ensino Médio nos turnos diurno e noturno, bem como a distribuição territorial das escolas de Ensino Médio, de forma a atender aos jovens que estão fora do ensino médio.

Ampliar as oportunidades de educação para o trabalho.

Transformar os espaços educacionais em lugares de criação e recriação da cultura, bem como criar um conjunto de ações articuladas que amplie o universo cultural de todos os estudantes.

Avançar na implementação de projetos voltados à superação de dificuldades de aprendizado garantindo a avaliação processual e continua (externa e interna).

Modernizar e ampliar possibilidades de interatividade por meio de inovações tecnológicas como possibilidade de enriquecimento dos Projetos Político Pedagógicos e da comunicação entre segmentos e unidades.

Fomentar a participação dos pais e responsáveis, dos estudantes, da comunidade e dos profissionais da Educação, aperfeiçoando as instâncias de participação.

Desenvolver uma política de superação e resolução dos conflitos e violências nas Unidades Educacionais da Rede Municipal de Ensino.

Elaborar coletivamente o projeto político-pedagógico das escolas, consolidando as unidades educacionais como espaços inclusivos e valorizando o protagonismo e autoria de crianças, jovens, familiares, docentes e equipes gestoras.

Valorizar o CEUs como um pólo de articulação e de acesso às políticas públicas, integrando serviços de educação, cultura, esporte, lazer, assistência social, promoção da saúde e dos direitos humanos, entre outros.

Garantir a manutenção da política de valorização dos profissionais da educação.

Garantir uma política municipal de formação continuada aos profissionais da educação da rede direta e conveniada.

Ofertar melhores condições de trabalho promovendo acesso a recursos tecnológicos inovadores, bem como o compartilhamento de experiências pedagógicas.

Fomentar a oferta de ensino superior, especialização, mestrado e doutorado aos profissionais da educação.

Estimular à criação e ao compartilhamento de recursos educacionais abertos, à produção colaborativa de materiais didáticos e processos de aprendizagem, à disseminação de criações, invenções e troca de saberes, envolvendo escolas, professores, estudantes e a comunidade em geral.

Fortalecer a cultura da solução dialógica, pacífica e preventiva de conflitos que ocorrem na escola, do respeito, da tolerância, do pluralismo e dos direitos nas práticas educacionais.

Implantar nos projetos político-pedagógicos da educação municipal os direitos e deveres que dão suporte à dignidade da pessoa humana.

Fomentar a inclusão, no currículo municipal, das temáticas relativas a gênero, idade, raça e etnia, religião, orientação sexual, necessidades especiais, entre outras.

Desenvolver material didático (textos, artigos, revistas, gibis, vídeos e materiais multimídia) e o acesso a documentos, legislação, cartilhas de educação em direitos
humanos.

Desenvolver base virtual de dados, acervo de material didático digital, disponível para a ampla acessibilidade de estudantes e professores, em conformidade com as ações voltadas à informática educacional.

Implantar política relativa à estruturação de oferta de formação continuada, de cursos de capacitação e de suporte profissional ao trabalho dos educadores em direitos humanos.

Implantar política relativa à estruturação de oferta de formação continuada, de cursos de capacitação e de suporte profissional ao trabalho dos educadores em direitos humanos.

Por Marcelo Carlos