Em Valparaíso de Goiás, no Entorno do Distrito Federal, a disputa pela presidência da Câmara Municipal de Vereadores, no início do próximo ano, promete ser uma das mais acirradas da história e a expectativa é que marque o início de um novo período político no legislativo.

A nova legislatura, eleita no dia 02 de outubro, apresenta algumas figuras novas e outras já conhecidas na cidade. Dentro dos bastidores políticos, os nomes de Antonio Ferreira (PP), Elvis Santos (SD), Professor Silvano (PT), Nerivaldo Agiliza (PR) e Zeca (SD), soam com maior força e devem despontar na luta pela presidência da casa de Leis, em 2017.

Procurado pela nossa reportagem para falar sobre o assunto, o atual presidente Elvis Santos, confirmou que existe a possibilidade de ser candidato a mais uma reeleição na Câmara, porém, deixou claro que essa não é sua prioridade. 

“Não é a minha vontade. Mas estou pronto para qualquer desafio”, disse o presidente da CMVG.

Comentários de lideranças políticas locais indicam que Elvis poderá ser indicado à Secretaria de Obras do novo governo ou candidato a deputado estadual em 2018.

Em conversa com o Alô Valparaíso, o vereador reeleito Professor Silvano (PT), confirmou a sua candidatura a Presidente da Câmara Municipal e demonstrou estar confiante.

“Eu estou no meu quarto mandato e me sinto preparado para este desafio. Irei conversar com os meus doze colegas eleitos, independente de partido ou posição e creio que reúno as condições para ser eleito presidente do parlamento municipal e garantir as condições para que nossos vereadores possam desempenhar o seu trabalho, buscando melhorar a qualidade de vida dos moradores de nossa cidade”, declarou o petista.

Dos treze vereadores eleitos, apenas Alceu Gomes (PSDC), Maria Neide (PSDB), Maria do Monte (PSDB), Antonio Ferreira (PP) e Flávio Lopes (PP), integram a base do prefeito eleito Pábio Mossoró (PSDB).

Para governar com ajuda da maioria na Câmara de Valparaíso, o novo chefe do Poder Executivo terá que mostrar o seu talento como articulador político para conseguir apoio de vereadores que apoiavam candidatos derrotados nas últimas eleições ao majoritário.

Os seguintes parlamentares até o momento fazem parte do grupo de oposição ao novo governo: Brandão (PTB), Elvis Santos (SD), Nerivaldo Agiliza (PR), Professora Elenir (PROS), Paulo Galego (PPL), Professor Silvano (PT), Zeca (SD) e Zé Antônio (PMDB).

Por Marcelo Carlos