Compartilhe esta matéria!

Com 19 medalhas garantidas, Brasil iguala o melhor resultado em Olimpíadas

País ainda tem chances de aumentar o quadro de medalhas até o fim dos jogos, no domingo

O Brasil está a um passo de fazer a melhor campanha em Olimpíadas da história. Com 19 medalhas garantidas nos jogos de Tóquio, o país já igualou a marca do Rio 2016 e atingiu o melhor resultado em  jogos no exterior.

Até esta quinta-feira (5/8), o Brasil já conseguiu quatro medalhas de ouro, quatro de prata e oito de bronze, totalizando 16 pódios concretizados. Mas ainda estão garantidas mais três, de cor indefinida. São elas: ouro ou prata no futebol masculino, que será definido na final contra a Espanha no sábado (7/8); ouro ou prata no boxe masculino com Herbert Conceição no duelo contra o ucraniano Oleksandr Khyzhniak, que também será definido no sábado; e também ouro ou prata no boxe feminino com Bia Ferreira no duelo contra a irlandesa Kellie Anne Harrington, no domingo.

As conquistas até aqui tem acontecido com alguns feitos inéditos. O skate e o surf, que estão pela primeira vez em Olimpíadas, foram responsáveis por quatro medalhas para o Brasil, sendo três de prata e uma de ouro. Rebeca Andrade conseguiu duas medalhas inéditas na ginástica artística feminina. A dupla Luisa Stefani e Laura Pigossi surpreenderam ao conseguir o melhor resultado da história do tênis brasileiro com o bronze.

Apesar dos resultados positivos, o Brasil também não conseguiu medalhas que eram dadas como certas. Esta foi a primeira edição desde 1996, quando o esporte foi incluído nos jogos, que o país sai sem uma medalha no vôlei de praia. 

No Rio de Janeiro, até então a melhor campanha brasileira, o país conseguiu 19 medalhas, sendo sete de ouro, seis de prata e seis de bronze, o que garantiu a 13° posição no quadro geral, ainda abaixo do que o Comitê Olímpico Brasileiro projetava, que era terminar entre os 10 primeiros países. Em Londres 2012, até então o melhor resultado do Brasil, o país terminou com 17 condecorações. Foram três ouros, cinco pratas e nove bronzes. 

E o Brasil ainda tem chances de conseguiu passar o resultado do Rio de Janeiro. No vôlei masculino, o Brasil disputará o bronze no sábado contra o perdedor do confronto entre França e Argentina. No feminino, a seleção brasileira está na semifinal contra a Coreia do Sul, que será definido nesta sexta-feira. Na canoagem, o maior medalhista brasileiro em uma mesma edição, Isaquías Queiroz, tentará uma medalha na categoria individual. A disputa começa nesta quinta-feira.

O Brasil ainda compete na marcha atlética feminina nesta sexta-feira, com Érica de Sena, quarto lugar no mundial. E na maratona masculina, Daniel Nascimento tentará uma medalha neste sábado.

Relembre os medalhistas do Brasil

Até o momento, as quatro medalhistas de ouro do Brasil são do potiguar Ítalo Ferreira, no surf; da paulista Rebeca Andrade, no salto na ginástica artística; na vela com o bicampeonato de Martine Grael e Kahena Kunze; e na maratona aquática com a baiana Ana Marcela Cunha.

Garantiram a prata para o Brasil: Rebeca Andrade no individual geral da ginástica artística; no skate, a maranhense, Rayssa Leal, o paulista Kevin Hoefler e o catarinense Pedro Barros. 

Por fim, o bronze ficou com Alison dos Santos, que foi ao pódio nos 400m com barreiras; Thiago Braz conseguiu no salto com vara; Abner Teixeira no boxe; Daniel Cargnin e Mayra Aguiar, no judô; Fernando Scheffer e Bruno Fratus, na natação; e a dupla Luisa Stefani e Laura Pigossi no tênis.

Relembre as medalhas da Rio 2016 

Ouro

Atletismo (salto com vara) – Thiago Braz
Boxe – Robson Conceição
Futebol Masculino
Judô – Rafaela Silva
Vela – Kahena Kunze e Martine Grael
Vôlei Masculino
Vôlei de praia – Bruno Schmidt e Alison Cerutti

Prata 

Erlon Souza e Isaquias Queiroz (Canoagem Velocidade)
Isaquias Queiroz (Canoagem Velocidade)
Arthur Zanetti (Ginástica Artística
Diego Hypolito (Ginástica Artística)
Felipe Wu (Tiro esportivo)
Bárbara Seixas e Ágatha Rippel (Vôlei de praia)

Bronze

Isaquias Queiroz (Canoagem Velocidade)
Arthur Nory (Ginástica Artística)
Rafael Silva (Judô)
Mayra Aguiar (Judô)
Maicon Andrade (Taekwondo)
Poliana Okimoto (Maratonas Aquáticas)

Alô Valparaíso/* Com informações do CB