Compartilhe esta matéria!

Brasília no topo dos destinos tendência em 2021

 
Capital apresenta algumas das principais características destacadas por pesquisa do Ministério do Turismo

Brasília começa o ano com uma ótima notícia para o turismo: a capital brasileira é destino tendência para 2021 e está entre os cinco primeiros da lista divulgada pelo Ministério do Turismo nesta quinta-feira (28). O levantamento foi realizado tomando como base os principais sites de pesquisa do setor, além de publicações e dos destinos que se alinham à demanda do novo turista no cenário pós-pandemia de Covid-19, que passa a valorizar ainda mais o turismo doméstico.

Nesse cenário, as cidades de Brasília (DF), Foz do Iguaçu (PR), Rio de Janeiro (RJ) e Maceió (AL) aparecem no topo da base de dados analisada. Entre as principais tendências na pesquisa estão: viagem com a família, biossegurança, higienização e limpeza; proximidade; turismo de isolamento, ar livre e natureza; tours virtuais e experiências digitais.

“O levantamento reforça que estamos no caminho certo para que a retomada aconteça. O turismo doméstico tem um enorme potencial que merece ser conhecido pelos brasileiros. É com esse foco que o Ministério do Turismo vem trabalhando – oferecer melhor infraestrutura, serviços cada vez mais qualificados e seguindo os protocolos de biossegurança”, comentou o ministro Gilson Machado Neto.

Secretário Nacional de Desenvolvimento e Competitividade do Turismo, William França destacou o trabalho que o Governo do Distrito Federal vem realizando para a capital federal alcançar este feito. “Brasília estar no topo da lista é resultado direto de ações de promoção e de posicionamento da cidade no cenário nacional, que vem sendo feito com profissionalismo e competência pela Secretaria de Turismo do DF. Como brasiliense, sinto-me feliz em ver nossa cidade no topo desse ranking”, disse França.

A Secretária de Turismo do Distrito Federal, Vanessa Mendonça comemora o resultado e reforça o trabalho que a pasta vem realizando desde o primeiro dia de gestão para fortalecer a cadeia turística da capital.

“Essa conquista é o resultado de muito trabalho, liderado pelo nosso governador e com a integração de toda a equipe de governo. Do novo olhar do Turismo para a nossa cidade, atuando em diversos setores e estabelecendo a integração em todos os segmentos para ressignificar a nossa cidade com o sentimento de pertencimento. Da constante realização de ações estruturantes e de promoção pelo turismo rural, arquitetônico, náutico, de natureza, religioso e muitos outros, revelando uma cidade que amamos e que é muito mais do que a maioria das pessoas, que ainda não conhece, pode imaginar. A pandemia nos exigiu muito mais ações efetivas e continuadas e por isso atuamos com todos os setores fortemente impactados. Especialmente na criação de novas rotas com os diversos setores do trade, no permanente diálogo com a iniciativa privada, com as entidades locais e nacionais, promovendo e fortalecendo a nossa cidade como destino turístico seguro. Além disso, o trabalho integrado com o Ministério do Turismo e Embratur tem sido de fundamental importância”, afirmou a secretária.

Turismo interno
A capital federal está pronta para receber visitantes, sempre com respeito a todas as medidas de segurança contra a Covid-19. Na lista de atrações, a cidade está repleta de dicas de passeios ao ar livre e contemplação, como o Lago Paranoá; a Catedral Metropolitana, um audacioso projeto de Oscar Niemeyer; o Panteão da Liberdade; e o Parque da Cidade Sarah Kubitschek, um dos maiores parques urbanos do mundo e o maior da América Latina, com atrativos para adultos e crianças como o parque de diversões Nicolândia e o parque Ana Lídia.

Na Praça dos Três Poderes, destaque para a Casa de Chá. Além de ser uma das unidades do Centro de Atendimento ao Turista (CAT), o local também foi ressignificado na atual gestão do GDF e oferece ao público um espaço para exposições, artesanato e apresentações de dança.

As regiões administrativas também encantam com suas belezas, histórias e cultura. Entre os atrativos imperdíveis estão o Centro Histórico de Planaltina; a Casa do Cantador, em Ceilândia; a Cachoeira do Tororó, em Santa Maria, e o Santuário Arquidiocesano Menino Jesus, em Brazlândia.

Para ajudar moradores e visitantes a conhecerem essas e outras riquezas do Planalto Central, que incluem ainda 400 km de trilhas em meio a paisagens e tesouros ecológicos, a Secretaria de Turismo do DF elaborou uma coleção de rotas: a Rota Fora dos Eixos; a do Cerrado; a da Paz; a Cultural; e a Náutica, Cívica e Arquitetônica.

A Coleção Rotas Brasília pode ser acessada no site da Setur-DF pelo link: http://www.turismo.df.gov.br/colecao-rotas-brasilia/

*Com informações da Secretaria de Turismo do DF