Compartilhe esta matéria!

Brasil espera receber 43,8 milhões de vacinas contra Covid em junho

Detalhamento dos envios foi divulgado pelo Ministério da Saúde. Pasta prevê entregas da Pfizer, Fiocruz, do Butantan e Covax Facility

O Ministério da Saúde informou, nesta quarta-feira (26/5), que o Brasil deve receber 43,8 milhões de doses de vacinas contra a Covid-19 no mês de junho. O detalhamento dos envios foi publicado no documento de Projeção Contratual de Entregas, disponibilizado no site do órgão.

O quantitativo conta com aproximadamente 8,4 milhões de doses a menos do que a projeção publicada pelo Ministério da Saúde na última semana. O informe anterior previa a chegada de 52,2 milhões de unidades no próximo mês. Desse total, 34,2 milhões seriam da vacina de Oxford/AtraZeneca, fabricada pela Fundação Oswaldo Cruz.

Agora, a nova remessa prevista para o mês junho conta com 20,9 milhões de doses da AstraZeneca produzidas pelo laboratório. Segundo o secretário executivo Rodrigo Cruz, a mudança se deve à demora na chegada do Ingrediente Farmacêutico Ativo (IFA) da China.

“Existem dois lotes de IFA previstos para 20 de junho, e estamos tentando antecipar. Se conseguirmos antecipar essa remessa, a gente consegue voltar à nossa estimativa inicial”, informou, em audiência na Câmara dos Deputados, na manhã desta terça-feira.

Outras doses

Além das 20,9 milhões de vacinas da AstraZeneca entregues pela Fiocruz, o Brasil deve receber, em junho, 6 milhões de unidades da Coronavac, fabricadas pelo Instituto Butantan.

O quantitativo do próximo mês ainda conta com fármacos do laboratório Pfizer, que prevê enviar 12 milhões de doses ao Brasil. Também haverá uma remessa da AstraZeneca enviada pelo consórcio internacional Covax Facility. Serão 4 milhões de unidades.

Primeira remessa da Pfizer

A primeira remessa da Pfizer chega nos próximos dias 1º, 2 e 3 de junho. Segundo o secretário executivo do Ministério da Saúde, Rodrigo Cruz, 2,4 milhões de imunizantes serão entregues na semana que vem, em três voos.

As duas primeiras aeronaves pousam no Aeroporto de Viracopos, em São Paulo, com 930 mil unidades cada.

A terceira entrega será de 540 mil doses, totalizando 2,4 milhões de vacinas entregues na semana. Essa dinâmica será repetida semanalmente no mês de junho, até o laboratório completar o envio de 12 milhões de unidades ao Brasil.

Vacinação da Pfizer contra a Covid-19 no Rio de JaneiroAline Massuca/Metrópoles

Os 12 milhões de doses fazem parte da compra de 100 milhões de unidades que o governo federal realizou com a Pfizer em março deste ano. Do quantitativo, a farmacêutica já entregou 2,5 milhões, em maio, e 1 milhão, em abril. O restante das vacinas deve ser entregue no segundo semestre.

Um outro contrato para compra de mais 100 milhões de doses da Pfizer foi assinado pelo governo federal neste mês. No entanto, as unidades devem chegar ao Brasil somente no último trimestre.

Alô Valparaíso/*Com informações Metrópoles