Botijões de gás vendidos ilegalmente são apreendidos em Goiás

Operação Crepitus foi realizada pela Polícia Civil

A Polícia Civil do Estado de Goiás, por meio da Delegacia Estadual de Repressão a Crimes Contra o Consumidor (Decon), realizou na última quinta-feira (05/03), a segunda fase da Operação Crepitus, com o objetivo de interromper a prática do crime insculpido no art. 1º, inciso I da Lei de Crimes Contra a Ordem Econômica e Estocagem de Combustíveis.

Segundo PC-GO, a ação contou com o apoio de especialistas em regulação da Agência Nacional do Petróleo (ANP), que foi responsável por vistoriar e autuar dois locais – um no Setor Nova Suíça, em Goiânia, e outro na Vila Romana, em Aparecida de Goiânia.

As investigações tiveram início há quatro meses, motivadas por denúncias contra estabelecimentos que comercializavam botijões de gás GLP de forma clandestina, oferecendo risco iminente de explosão.

Na Vila Romana, houve o cumprimento de mandado de busca e apreensão de 27 botijões que se encontravam estocados de forma irregular. No Setor Nova Suíça, foi feita a apreensão de 31 botijões que também estavam estocados de forma irregular.

Da Redação do Alô Valparaíso/*Com as informações da Polícia Civil
gas

Botijões de gás são apreendidos durante Operação Crepitus. (Foto: Divulgação/PC-GO)

Compartilhe esta matéria!