(Foto: Divulgação/Corpo de Bombeiros)

Compartilhe esta matéria!

Bebê recém-nascido é encontrado por cachorro em córrego de Novo Gama

Corpo de Bombeiros foi acionado e retirou o corpo da criança do fundo da água

No sábado (07), um cachorro localizou o corpo de um bebê recém-nascido afogado no córrego de uma chácara do bairro Vale do Pedregal, em Novo Gama. Um caseioro fazia ronda na propriedade, quando o animal farejava a mata e, de repente, ficou parado às margens do riacho em postura de guarda, sinalizando que tinha algo na água.

Ao se aproximar do local, o caseiro visualizou a silhueta do bebê em reflexo na água. Os bombeiros foram chamados e se depararam com um menino no fundo da água, a cerca de 1 metro de profundidade. O tenente-coronel dos bombeiros Braúlio Flores relatou que a situação foi chocante até para quem trabalha com adversidades no dia a dia.

“Desolador! O corpo de um recém-nascido é delicado. Encontrá-lo submerso é algo, sem dúvida, chocante, até para quem trabalha com situações adversas todos os dias”, desabafou o oficial.

O corpo estava embaraçado em meio a galhos e com um grampo de varal preso ao cordão umbilical. Os bombeiros não identificaram sinais de decomposição avançada nem de grandes ferimentos no corpo.

O militar explicou que apenas a perícia do Instituto Médico Legal vai detalhar as causas da morte e há quanto tempo o bebê estava no fundo do córrego. A Polícia Civil vai investigar o caso.

Corpo submerso

Testemunhas relataram aos bombeiros que o caseiro da chácara, durante uma ronda de rotina, teria localizado o corpo de um córrego.

O homem notou que o cachorro que o acompanhava teria parado às margens do córrego e ficado estático, olhando para um ponto fixo dentro da água. Ao checar a situação, o caseiro visualizou a silhueta do bebê, submerso e preso a galhos.

De acordo com os bombeiros, o menino é de origem desconhecida. O corpo estava com o cordão umbilical e um grampo de varal preso a ele.

“A equipe adentrou no córrego, tirou o corpo das galhadas e o deixou sob custódia da Polícia Militar”, disse o oficial.

Com as informações do G1