Após 31 dias, os bancários de Goiás decidiram encerrar a greve após assembleias realizadas na quinta-feira (6), em Goiânia. A categoria aceitou a proposta da Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) que, entre os principais pontos, reajusta o salário em 8%, mais um abono de R$ 3,5 mil.

Os servidores voltam ao trabalho nesta sexta-feira (7). Além dos vencimentos, também ficou acordado um aumento de 10% para o auxílio alimentação e 15% na cesta básica. A licença-paternidade passou de cinco para 20 dias e as faltas durante a paralisação serão abonadas.

Os bancários entraram em greve em Goiás no último dia 6 de setembro. A decisão fazia parte de um movimento nacional. Inicialmente, os trabalhadores reivindicava reposição da inflação, mais 5% de aumento real, o que no total chegaria a 14,78%.

Para chegar ao consenso, foram realizadas três assembleias: uma dos bancos privados, uma dos servidores do Banco do Brasil e outra com funcionários da Caixa Econômica Federal.

Postado por Marcelo Carlos (com as informações do G1-GO)