Assassino confessa crime e motorista de aplicativo de Valparaíso é sepultado no DF

Criminoso já possuía passagens por roubo, furto e receptação

A Polícia Civil do Distrito Federal prendeu no início da semana, o suspeito de atirar e matar o motorista de aplicativo Túlio Russel César, de 27 anos. Ele era morador do município de Valparaíso de Goiás, no Entorno Sul.

Em entrevista concedida ao G1, o delegado Maurício Iacozzilli, disse que o homem de 21 anos admitiu ter cometido o homicídio. "O suspeito confessou o crime e disse que estava sob o efeito de drogas”, informou.

No domingo, dia 9 de fevereiro, a PC prendeu um suspeito de envolvimento no crime, um jovem de 23 anos e apreendeu, um adolescente de 15 anos. Com o primeiro, os policiais encontraram uma carma calibre .22.

Enterro

Na última terça-feira, dia 11 de fevereiro, amigos e familiares se reuniram para prestar as últimas homenagens a Túlio, que foi morto com um tiro na cabeça ao lado do carro que trabalhava. O sepultamento aconteceu no cemitério Campo da Esperança, em Taguatinga.

Durante conversa com o G1, o primo do motorista, Wilkerson Ganda, contou que ele estava trabalhando como motorista de aplicativo há apenas duas semanas. "Alguma coisa precisa ser feita. Espero que mais famílias não passem por isso", disse.

Também para o G1, a namorada da vítima, Andressa Santos, relembrou o companheiro. "Eu tive o privilégio de ser escolhida por ele. Vai ficar a saudade”, completou.

Da Redação do Alô Valparaíso/*Com as informações do G1
motorista

Motorista de aplicativo assassinado é sepultado em Taguatinga. (Foto: Carolina Cruz/G1)

Compartilhe esta matéria!