Nesta segunda-feira (26), como já havíamos adiantado no último domingo, a Polícia Militar do Estado de Goiás em ação conjunta com a Prefeitura Municipal foi responsável por desmontar toda uma estrutura que vinha sendo usada numa área conhecida como a “Nova Cracolância”, no bairro Etapa B, em Valparaíso de Goiás. No local haviam sido instalados móveis e vários outros utensílios que eram usados diariamente por um grupo de pessoas.

O assunto foi abordado há três semanas num grupo de Whatsapp pelo Alô Valparaíso, pois recebemos denúncias provenientes de comerciantes e moradores da região que sentiam-se intimidados com a ocupação indevida do local, que era utilizado por dependentes químicos para realizar o consumo de bebidas alcoólicas e drogas mais pesadas.

Ontem (25), fomos procurados pelo advogado Dr. José Zito do Nascimento, que com coragem dirigiu-se até o ponto e fotografou a movimentação na área, tendo também postado um apelo as autoridades em seu perfil numa rede social. Logo em seguida publicamos matéria que ganhou grande repercussão e que levou à tona o assunto. Com certeza a pauta chamou a atenção das autoridades municipais, e hoje, o caso acabou sendo provisoriamente solucionado.

No entanto, esperamos que todas aquelas pessoas que foram retiradas ao lado da via férrea, sejam assistidas pelos órgãos competentes e que prestam excelentes serviços sociais para o município. A remoção é muito importante, porém, é preciso realizar ações efetivas em busca de restauração social e da saúde dos dependentes químicos. Este é um tema que deve ser tratado com seriedade pelo Poder Público e também pela sociedade valparaisense.

Parabenizamos a Prefeitura Municipal representada na ação pelo senhor Paulo Brito, superintendente de Serviços de Fiscalização em Valparaíso, e também, o Tenente Coronel Danilo Braga, figura responsável por prestar excelentes serviços à frente da PM-GO em nosso município.

Pedimos também a ajuda do secretário Zé Antônio, chefe da Secretaria de Desenvolvimento Social. A remoção dos dependentes químicos foi realizada com sucesso. Contudo, todas essas pessoas precisam ser tratadas com carinho e atenção especial pela pasta chefiada pelo senhor. Se nenhum trabalho de resgate destes cidadãos for realizado, a situação em pouco tempo voltará a assustar comerciantes e moradores da mesma localidade.

Por Marcelo Carlos 

Confira abaixo a galeria demagens retiradas do Facebook: