Após passar por demorada reforma, IML de Luziânia deve ser reaberto apenas em 2020

Prédio foi interditado e está fechado há quase três anos

Depois de ficar cerca de três anos fechado e passando por uma demorada reforma, o prédio do Instituto Médico Legal – IML, do município de Luziânia, deve ser finalmente reaberto no início de 2020.

O local que se encontrava em estado de precariedade, foi interditado após determinação da juíza da 1ª Vara Cível e de Fazenda Pública Estadual, Flávia Cristina Zuza.

A obra que custou 5 milhões de reais tinha previsão para ser entregue no prazo máximo de 18 meses. No entanto, isso não aconteceu até o momento. O IML é o segundo maior do estado de Goiás e responsável pelo atendimento de onze municípios goianos.

O prédio ganhou uma ampliação e recebeu uma vistoria de representantes do Ministério Público e do Poder Judiciário.

Para a TV Anhanguera, a juíza Flávia Cristina, informou que alguns detalhes ainda precisam ser resolvidos para a reabertura do lugar. “Alguns equipamentos precisam ser instalados em salas especiais, para o desempenho do trabalho técnico-científico.

Durante este período que o IML de Luziânia se encontra fechado, a demanda da região está sendo atendida pela unidade de Formosa, que fica a 135 km de distância.

Da Redação do Alô Valparaíso/*Com as informações da TV Anhanguera .
IML1

Instituto Médico Legal de Luziânia. (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)

Compartilhe esta matéria!