Após atropelar mulher, motorista de camionete foge sem prestar socorro e deixa vítima gravemente ferida em Valparaíso

Vítima de atropelamento está internada há mais de duas semanas e a Polícia Civil segue em busca do condutor do veículo

A mulher que foi atropelada no domingo, dia 12 de janeiro de 2020, por uma camionete em uma faixa de pedestres da Etapa A, no município de Valparaíso de Goiás, segue se recuperando dos ferimentos graves que sofreu após ser arremessada por cerca de 30 metros. Ela ficou internada por cinco dias em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

Revoltados, os familiares de Luciene Pinheiro Dias pedem justiça e já contrataram um advogado para cuidar do caso. O motorista omitiu socorro e fugiu do local no sentido da Etapa B. A vítima aproveitava o fim de semana para fazer compras no comércio da movimentada avenida valparaisense.

Em entrevista concedida à Record TV, uma amiga da de Luciene que pediu para não ser identificada, disse que elas voltavam para casa no momento do atropelamento. “Estávamos quase chegando ali no passeio, quando surgiu essa camionete em alta velocidade. Ela voou sobre o quebra-molas, eu consegui saltar para a calçada e minha amiga se foi”, relatou.

O comerciante, Pedro Milhomen, presenciou tudo e afirmou para a emissora de televisão que o condutor da camionete dirigia acima de 80 km/h. “Quando a moça caiu no chão ele já estava em cima do viaduto. Do jeito que ele bateu acelerou mais e foi embora”, contou.

Também para a Record, o advogado da mulher atropelada, Marcelo Lacerda, comunicou que acionará o motorista por danos morais e estéticos. “Pelo sofrimento causado, pelo tempo que ela ficou sem trabalhar, por um afundamento que ela teve no rosto e por diversas lesões no corpo”, ressaltou.

Em tratamento no hospital, Luciene gravou um vídeo e falou ainda acamada. “Eu estava atravessando na faixa de pedestres, e acabei sendo atropelada por um carro em alta velocidade, que não respeitou o sinal. Não respeitou a passagem do trajeto e me acertou em cheio”, disse.

A única imagem disponível da camionete branca (Amarok) envolvida foi gravada por uma câmera de segurança instalada após a ponte na Etapa B. A Polícia Civil de Goiás está investigando o caso e em busca do suspeito. Qualquer informação pode ser passada para o telefone 197.

Da Redação do Alô Valparaíso

Luciene Pinheiro Dias foi atropelada na Etapa A. (Reprodução/Record TV).

Compartilhe esta matéria!