Na noite de ontem (31), o presidente do PDT de Valparaíso, o senhor Ricardo Viana, comunicou o rompimento da legenda com o governo da prefeita Lucimar Nascimento (PT).

Em virtude disso, a ala do partido liderada pelo ex-vice-prefeito, Ronaldo Xavier, mais conhecido como Ronaldo da Motorval, decidiu buscar novos ares políticos, e assim definiu em comum acordo a saída do seu grupo do PDT de Valparaíso. A desfiliação em massa foi provocada graças a divergências de opiniões entre os grupos de Ricardo e Ronaldo.

Em carta assinada por Ronaldo Xavier e demais membros, o então diretor do CAIS, de forma republicana solicitou a sua desfiliação e a de mais dezoito (18) de seus companheiros do quadro de filiados do Partido Democrático Trabalhista.

“Eu Ronaldo Xavier, brasileiro, solteiro, comerciante, inscrito no título de eleitor nº 39790911066, residente e domiciliado neste município, vem respeitosamente à presença de Vossa Excelência requerer a minha desfiliação e dos demais membros deste partido em caráter irrevogável, o que faz por motivos de ordem pessoal e linha ideológica partidária”, escreveu o ex-pedetista em carta de desfiliação.

Informo que não fazem mais parte do PDT os seguintes nomes: Ronaldo Xavier, Maria Rita Frazão, Norberta Nunes, Francisco Nunes, Sirlei Aparecida Rocha Souza, Gildete dos Anjos Sousa, George Emanuel da Silva, Welton Andrei Lopes da Silva, Marlene dos Anjos Sousa, Cristiano Eduardo Silva, Sandra Regina Diniz, Custódio Martins de Maria Júnior, Frederico Alves Barreto da Costa, Gilvane Lobo dos Santos, José Alves, Fernanda Farago, Maria do Socorro Silva e Milton Lima Santana.

Carta explicativa dos ex-pedetistas

A arte ou ofício de exercer a boa política carrega consigo responsabilidade, solidariedade, lealdade e compromissos maiores de todos os seus representantes para com a sociedade como um todo, sociedade esta  que temos o dever de representar.

Comunicamos hoje que alguns membros do PDT se desligaram do partido em busca de novas perspectivas. Agradecemos ao PDT pelo grande aprendizado que tivemos durante todo esse tempo que permanecemos unidos, mas mudanças são necessárias. Crescemos muito enquanto grupo e enquanto partido e por este motivo estamos alçando um novo voo. Desejamos sucesso ao PDT em seus novos projetos e quem sabe um dia caminhemos junto novamente! As ideias divergem, convergem, pois afinal vivemos em uma democracia. Seguimos em frente e iremos agora analisar novo partido.

Por Marcelo Carlos