Anúncio de vaga de emprego exige que candidatas são sejam ‘gordas ou negras’

Oportunidades de trabalho eram destinadas a cuidadoras de idosos em Ribeirão das Neves

Um anúncio de trabalho preconceituoso despertou a revolta dos brasileiros. A cuidadora de idosos Eliangela Carlos Lopes, de 41 anos, que mora em Ribeirão das Neves, procurou a Polícia Militar de Minas Gerais e registrou um boletim de ocorrência. Ela revelou que recebeu uma mensagem oferecendo emprego e vetando negras e gordas no processo de seleção.

De acordo com o G1, a oferta de emprego era da Home Angels BH Centro-Sul, que trabalha com serviço de cuidadoras, e foi enviada à empresa de treinamento Leveza do Afeto, que a repassou por meio de uma linha de transmissão do WhatsApp.

Em nota divulgada para a imprensa, a Home Angels Centro-Sul informou que "inexiste qualquer requisito para contratação de seus funcionários e/ou prestadores de serviços, salvo a avaliação quanto a aptidão técnica". Já a Franqueadora Home Angels, de São Paulo, disse que repudia veementemente o que ocorreu e destacou a igualdade de tratamento entre as pessoas.

Revoltada, Eliangela decidiu registrar uma denúncia e divulgar o caso de preconceito. "Eu não preencheria a vaga por causa do meu tom de pele. Eu fiquei estarrecida, em estado de choque, com o meu coração dilacerado. Eu sou negra, de cabelo ruim, moradora de Ribeirão das Neves e estou com 41 anos. Que chance eu teria?”, questionou ao G1.

Da Redação do Alô Valparaíso

Eliangela Carlos Lopes. (Foto: Eliangela Carlos Lopes/Arquivo pessoal)

Compartilhe esta matéria!