Animais maltratados em Abadiânia são encaminhados para clínicas e abrigos

Foram constatadas péssimas condições de higiene e de cuidado com 45 cães e 24 gatos em um canil

Os 45 cães e 24 gatos encontrados em péssimas condições no município de Abadiânia, no Entorno do Distrito Federal, já foram encaminhados para clínicas e abrigos parceiros da Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad).

O canil, situado em uma chácara, foi denunciado nas redes sociais e foi alvo de operação da Secretaria de Meio Ambiente em parceria com as Polícia Civil e Militar.

Os animais eram mantidos em condições precárias de higiene, com a saúde bastante comprometida, em espaços reduzidos e com pouca alimentação disponível.

O veterinário, Turene Frazão Parente Júnior, que cuidava do local, negou maus-tratos em depoimento à Polícia. Segundo ele, a prisão de João de Deus, há mais de um ano, foi determinante para queda em doações de 'gringos' para o abrigo.

De acordo com Brunno Alves de Oliveira Brito, gerente de Autorizações e Acompanhamento para Fauna da Semad, o trabalho será dividido conforme a situação de saúde dos animais. “Todos foram apreendidos. Aqueles com situação menos debilitada vão para acolhimento mediante termo de fiel depositário e, os com a saúde mais frágil, serão encaminhados diretamente para clínicas veterinárias parceiras para cuidados especiais”, afirmou.

Os casos ou suspeitas de maus-tratos podem ser denunciados na Delegacia do Meio Ambiente, no telefone (62) 3201-2637, na Polícia Militar Ambiental, no número 190, e na Semad, por meio do 0800 646 2112.

Da Redação do Alô Valparaíso/*Com as informações da Semad
caes

Ao todo, 45 cães e 24 gatos eram mantidos em condições precárias de higiene no município de Abadiânia, com a saúde bastante comprometida, em espaços reduzidos e pouca alimentação disponível. (Foto: Semad)

Compartilhe esta matéria!