A jovem Valparaíso de Goiás, no Entorno do Distrito Federal, ao que parece virou uma área de guerra na disputa eleitoral. A briga pelo poder assusta quem não está acostumado com tamanha rispidez e conflitos gerados por desrespeito as opiniões contrárias. Nesta altura do campeonato, nota-se a falta respeito à democracia e que a situação na cidade não é das melhores.

Como se já não bastasse tantas confusões, o clima de rivalidade entre os dois maiores grupos políticos tem esquentado nos últimos dias e o momento tenso causa medo em muitas pessoas.

Faltando apenas uma semana para o tão esperado pleito eleitoral, alguns munícipes passaram a temer situações de risco e pedem paz para a cidade que já sofre com um alto índice de violência.

“Tenho medo de colocar um adesivo do meu candidato no carro, pois sei que posso desagradar quem tem opinião contrária”, afirmou Edmilson – morador do Jardim Oriente.

Parece que o problema enfrentado em Valparaíso preocupa o Estado. Segundo mensagem que circula no Whatsapp, parlamentares estaduais e representantes da Mesa Diretora da Assembleia Legislativa de Goiás, temem que de hoje até o dia da eleição possam ocorrer atentados simulados, possivelmente envolvendo disparos de arma de fogo ou crimes forjados para a promoção de campanhas.

Entretanto, a população espera que as forças policiais sejam reforçadas e que montem um plano de segurança para combater possíveis ilegalidades nos próximos sete dias, objetivando também garantir a liberdade de expressão e a defesa da democracia nas ruas do importante município goiano e na região do Entorno de Brasília que vive os mesmos problemas.

Por Marcelo Carlos