Compartilhe esta matéria!

A conexão é de outras vidas

A banda lucania lançou um álbum chamado Sonar com o intuito de conectar os ouvintes além de trazer uma vibe relaxante, o vocalista Danilo pretende lançar outros álbuns além de seu trabalho solo.

Danilo Ayala, de 20anos, é integrante da banda Lucania  que toca rock experimental e pretende futuramente lançar seu trabalho solo , já teve aulas de canto com o Pedro lacerda (da banda Galopando/Ameno), e um semestre na EMB em 2016,  fora isso  aprendeu a tocar os instrumentos e outras técnicas sozinho, conta que está sempre se aperfeiçoando aprendendo mais pra trazer renovação a música ao rock que até o momento não teve mais nenhuma banda que marcasse por décadas como Led zeppelin, Metallica e outros. 

A lucania no isso seria um projeto paralelo, “Eu comecei a Lucania como projeto paralelo de uma outra banda que eu fazia parte na época,  sempre tive muitas composições e muitas ideías que não se encaixavam muito bem na proposta da Unfollow (banda que participava antes), então um dia eu vi o Dego (guitarrista da Lucania) tocando numa banda e resolvi chama-lo para conversar,  e nossa vibe batia demais então decidi chamar ele para tocar na banda, o Brenner estudava comigo no gg e a gente sempre teve muita conexão compondo, nossos ideiais e estilos combinavam muito e fluiam bastante, então resolvi chamar ele também para a banda, ano passado eu conheci o Deh e também senti o mesmo tipo de conexão e vibe que tive com os outros, então chamei ele pra fazer o teste pra guitarrista, assim gostamos tanto dele que a gente gravou nosso primeiro ep produzido e gravado por nós mesmos em casa”.

Para o EP os integrantes tiveram dificuldades de escolher quais sons escolher, Danilo depois de muito pensar decidiu por duas músicas para compor o Sonar (EP da lucania),  o cantor tem o processamento muito rápido e consegue ter muitas ideias ao mesmo tempo “eu componho várias músicas ao mesmo tempo vou criando sem parar até a galera da banda reclamar que eu tô lotando o celular deles de áudio, porém, tenho muito problema em terminar minhas letras e saindo um pouco dessa parte mais criativa.”

Solo

Danilo pretende lançar um trabalho solo que tem mais haver com suas percepções pessoais “Eu pretendo lançar um trabalho solo, que fala mais sobre algumas questões minhas comigo mesmo, na lucania eu também tenho esse espaço mas no solo eu vou poder explorar isso de outras formas, sendo mais psicodélico ou sendo mais Stoner, então é imprevisível o que cada música seria”

Inspirações

A música está presente Para Ayala desde que se entende por gente, toda sua família incluindo tios e mãe cantam e tocam mas quem tocou seu coração para a arte foi seu irmão, “Ele toca guitarra, eu aprendi a tocar vendo ele e os músicos que eu já gostava, com 6 anos eu aprendi a tocar teclado, com 8 eu decidi aprender violão e de quebra aprendi baixo e guitarra, lembro de conhecer o green day quando eu era bem bêbe, devia ter uns 4 anos e já cantava as músicas deles (tentava pelo menos), meu pai também sempre me mostrou bandas como pink Floyd, led zeppelin, por aí vai, minha mãe era mais do mpb.” 

Danilo afirma ter vários artistas que o inspiram como: Michael Jackson, David Gilmour, Chris Cornell, Chester Bennigton, entre muitos outros e alguns até aqui de Brasília como o próprio Pedro Lacerda e o Fernando Vaz (da banda Ellefante), diz que se inspira em artistas que o toque que transmite sinceridade e a maneira como se entregam as composições, letras, arranjos, gosta quando tudo é tão sincero que realmente você sente o que o cara está ali colocando pra fora, e afirma ser o mesmo que tenta  passar quando está cantando ou tocando. Como músico, seu objetivo é fazer as pessoas conseguirem se conectar consigo mesmas, e ajudar alguém de certa forma a melhorar algo que está preso dentro dela.

As músicas da lucania estão disponíveis no YouTube, Spotify, Deezer e em todas as plataformas de streaming. A banda lucania fez alguns shows, um deles no Zeppelim no Guará. E lamenta não estar sendo fácil trabalhar com música durante esse período de pandemia, “nosso trabalho é justamente aglomerar pessoas, mas estamos investindo em como trabalhar nas nossas mídias sociais, lançamos o ep sonar, estamos em processo de produção do nosso álbum (nascer do sol), voltaremos em breve  com um novo clipe, e estamos estudando um jeito da gente fazer uma live show no YouTube”. E dentre os inúmeros objetivos a banda pretende lançar um álbum, e solo Danilo quer investir no seu disco.

Momento

Um dos momentos mais especiais para a banda  foi a gravação e composição do EP/álbum da Lucania. O cantor afirma que 2019 foi um ano muito complicado e em 2020 sentiu que conseguia se conectar consigo mesmo, se entender um pouco melhor, começou a fazer terapia, ler mais, refletir muito sobre quem se é e o que poderia ser melhor si mesmo “por mais que doa, o sonar/nascer do sol falam muito sobre esse processo de se encontrar em meio a tanto caos, isso não veio só de mim como sinto que veio dos meninos da banda também, é um trabalho muito sincero.”

Redação Alô Valparaíso/