(Foto: Divulgação)

Compartilhe esta matéria!

A ceia natalina no Distrito Federal tem o sabor arretado do Nordeste

Em um ano de aglomerações restritas, famílias podem caprichar no cardápio para celebrar o Natal em casa

Dizem que os melhores momentos da família são vividos na cozinha. Por lá, em meio às panelas e a louça para lavar, sempre tem alguém contando histórias enquanto a comida é preparada. E relembrar as superações, aprendizados e dificuldades vencidas com bom humor é um prato cheio para o brasileiro, principalmente num ano como 2020.

Uma pesquisa feita pela Hibou em parceria com Score Group mostra que 52% dos brasileiros mudaram os planos para este fim de ano por conta da pandemia. Com isso, 48% dos brasileiros não irão mais viajar e 48% não devem comemorar em bares e restaurantes. Para o Natal, 79% das famílias devem ficar em casa.

Sendo assim, a ceia do Natal 2020 merece um tom especial para ser celebrada com as pessoas amadas. Parte importante das festas de fim de ano passa pela preparação de pratos natalinos. E cada região do Brasil possui um cardápio regional para essa ceia. Ainda que o peru seja um clássico, outros pratos típicos festivos entram na mesa.

Em Brasília, um recanto arretado fora do Nordeste, a cultura e os temperos nordestinos são uma boa pedida para fazer uma ceia de Natal saborosa e econômica. O Fort Atacadista separou três receitas de pratos típicos nordestinos, para uma ceia com muito sabor e identidade. Vale a pena anotar os ingredientes e já providenciar os itens principais das receitas, longe de aglomerações.  Atenção, se ficar com água na boca com as receitas, chame a família e mãos à obra, ops, mãos à ceia!

CABRITO À MODA DO SÃO FRANCISCO
Ingredientes para marinar
1 perna de cabrito de 2 kg
3 cebolas roxas
2 cabeças de alho
1 colher (café) de cominho em grão
1 colher (café) de coentro em grão
3 folhas de louro
Meia taça de vinho tinto seco
Sal e pimenta a gosto

Ingredientes para o molho
1 litro de caldo de carne
Líquido da marinada coado
3 colheres de sopa de mel
50 g de manteiga
Sal e pimenta a gosto

Preparo
Misture os ingredientes para a marinada com a carne, coloque tudo em um recipiente coberto e deixe-os descansar na geladeira por uma noite. No dia seguinte, com o forno a 150º C, asse a perna de cabrito. Para um melhor resultado, feche a assadeira com papel alumínio. O tempo pode variar de acordo com o forno e o tamanho da perna, mas em geral pede-se quatro horas de cozimento.

Após esse tempo, retire a paleta e reserve-a, ainda coberta, mantendo a peça ainda na panela. Nesse meio tempo, faça o molho. Reduza o caldo de carne e o líquido da marinada a 25% do volume original. Tempere com mel, manteiga, sal e pimenta. Em seguida, aqueça o forno ao máximo e pincele a paleta com um pouco desta mistura. Volte a peça ao forno e deixe-a por lá até dourar. Por fim, deixe a paleta descansar alguns minutos antes de servi-la fatiada.


CUSCUZ DE MILHO
Ingredientes
500 g de farinha de milho para cuscuz cozido
50 g de manteiga-de-garrafa
100 g de toucinho defumado
100 g de jerimum em cubos
50 g de cebola roxa em cubos
50 g de pimenta cambuci
100 g de tomate em cubos
Sal, pimenta, coentro e cebolinha a gosto
Meia xícara de chá de água
Duas colheres de sopa de manteiga

Preparo
Refogue o toucinho na manteiga e junte a cebola e o jerimum, cozinhando-os por alguns minutos. Acrescente a pimenta cambuci e o tomate, refogando-os por mais um minuto. Retire-os do fogo, reservando essa mistura.

Agora, vamos ao cuscuz. Em uma tigela, misture a farinha de milho com sal. Regue com a água aos poucos, mexendo com uma colher para umedecer a farinha. A textura deve ficar como a de areia molhada, bem úmida. Deixe hidratar por 10 minutos. Preencha o fundo de uma cuscuzeira com água e encaixe o cesto de vapor na panela. Transfira a farinha hidratada para o cesto, sem compactar.

Tampe e leve para cozinhar em fogo alto. Assim que começar a ferver, abaixe a temperatura e deixe cozinhar por aproximadamente 10 minutos, até o cuscuz ficar macio. Desligue o fogo e puxe a haste central da cuscuzeira para tirar o prato. Transfira tudo para uma tigela e desfaça o cuscuz em pedaços, com um garfo.

Depois, em tigela pequena, misture a manteiga com um quarto de xícara de chá da água fervente da cuscuzeira. Mexa com uma colher até derreter pelo menos a metade da manteiga, que terminará de derreter com o calor do cuscuz. Coloque esse líquido sobre o cuscuz e misture com o garfo. Em seguida, acrescente tudo o que foi preparado anteriormente e tempere com coentro e cebolinha.


PUDIM DE TAPIOCA COM CALDA DE COCO QUEIMADO
Ingredientes para o pudim

75 g de tapioca granulada
375 ml de creme de leite fresco
200 ml de leite de coco
100 ml de leite
1 lata de leite condensado
2 ovos
2 gemas
500 g de coco fresco

Ingredientes para calda da forma
200 g de açúcar
80 ml de água
Ingredientes para calda de coco queimado
500 g de açúcar
150 ml de leite coco
100 ml de água
3 anis-estrelado

Preparo
Hidrate a tapioca com o creme fresco e o leite de coco por duas horas e reserve a mistura. Faça um caramelo em uma panela utilizando açúcar derretido e água. Depois, espalhe o creme em uma forma apropriada para pudim e reserve. Prepare a calda de coco caramelizando o açúcar e juntando anis, água e leite de coco. Cozinhe até obter o ponto de fio grosso.

Para o crocante, espalhe coco ralado em uma assadeira e asse em forno baixo, mexendo constantemente até dourar. Misture ovos, gemas, leite e leite condensado. Mexa bem, coe em uma peneira fina e junte à tapioca hidratada. Coloque a mistura em uma forma caramelada e asse em banho-maria a aproximadamente 150ºC, por 40 minutos ou até firmar. Resfrie o pudim e sirva com a calda quente e o crocante de coco.

Com a colaboração de Hellen Quida – Assessora de Imprensa Fort Atacadista