Foram 20 horas ininterruptas de trabalho dos policiais civis lotados no 2º DP de Valparaíso, no Entorno do Distrito Federal. Mas ao final delas, na terça-feira, 23, o adolescente que supostamente assassinou Nathan Nascimento, também menor, foi apreendido. O crime, praticado com uma arma de fogo calibre 22, teve grande repercussão no município pelo nível de frieza empregado.

Diligências levaram os policiais civis emprenhados no caso até a casa de um parente do menor infrator, em Santa Maria, no Distrito Federal. Ao ser surpreendido pela equipe de investigadores, o autor da ação delituosa confessou ter atirado em Nathan com um revolver porque este se negou a lhe entregar a bicicleta. A arma foi encontrada na residência de um indivíduo maior, sem qualquer ligação com o latrocínio, e foi apreendida. O indivíduo foi conduzido e preso em flagrante por Posse Ilegal de Arma de Fogo de Uso Permitido (Artigo 12 do Estatuto do Desarmamento).

Já o menor infrator foi apreendido e autuado por ato infracional análogo ao crime de Latrocínio. Participaram das investigações, apreensões e prisão os policiais civis Marcos Paulo, Marcílio Ferreira, Raimundo Lima, Paulo Ribas e Thiago Muller, coordenados pelo delegado Rafael Abrão.

Postado por Marcelo Carlos (com as informações da Assessoria de Comunicação da PCGO)