Ortodents: A melhor clínica odontológica de Valparaíso Leia Mais

O melhor escritório de contabilidade de Valparaíso Leia Mais

 

Governador Marconi Perillo não está preocupado com lista da Odebrecht

Na última semana foram divulgados documentos apreendidos pela Polícia Federal que listam possíveis repasses da Odebrecht para mais de 200 políticos de 18 agremiações partidárias. Nas planilhas, aparecem os nomes de alguns políticos goianos, entre eles estão o governador Marconi Perillo (PSDB), o prefeito de Goiânia Paulo Garcia (PT) e o ex-senador Demóstenes Torres (DEM).

A tabela da Odebrecht aponta que o governador de Goiás teria recebido R$ 200 mil da empreiteira no dia 1 de setembro de 2010. Já o ex-senador Demóstenes Torres, que se encontra listado na mesma planilha que Marconi, teria recebido R$ 1,2 milhão no dia 9 de setembro de 2010.  O prefeito de Goiânia Paulo Garcia (PT) também aparece nos documentos e teria recebido repasses de R$ 300 mil no total. 

Nesta segunda-feira, dia 28 de março, o Jornal Opção publicou matéria afirmando que o governador Marconi Perillo está absolutamente tranquilo em relação à lista de políticos que teriam recebido contribuições da Odebrecht. O tucano teria afirmado que as doações que lá constam foram feitas pela via legal e declaradas na prestação de contas aprovada pelo TRE.

O tucanato avalia que a Polícia Federal, o Ministério Público Federal e a Justiça tendem a descobrir, que nem todos os nomes do listão da Odebrecht recebiam propinas. Na verdade, a tranquilidade de Marconi Perillo é justificada apenas pelo simples fato do mesmo ter recebido doações que foram declaradas na época. Quando o financiamento de campanha é registrado, não se configura crime, nem ao menos na esfera eleitoral.

Por Marcelo Carlos 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Web Design BangladeshBangladesh Online Market